Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 25jun

    PORTAL EG NEWS

     

    Delação de Palocci vaza: “Lula e Dilma possuem bilhões em contas de laranjas”

     

    A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

     

    Entre centenas de falcatruas estão:

    – Lula e Dilma possuem bilhões de dólares e euros em bancos internacionais em nome de laranjas de várias nacionalidades entre elas Chineses, Palestinos e Cubanos.

    – As urnas foram um projeto para implantação do Socialismo na América Latina , mas frustrou com reação da DIREITA sobre a lisura da máquina. Segundo PALOCCI a lista dos eleitos já saia em todo pleito de uma reunião entre todos partidos.

    – Os funcionários comissionados federais, estaduais e municipais eram contratados para agirem promovendo e esforçando atos da implantação socialista.

    – Os recursos emprestados a outros países era na verdade destinados as contas internacionais de Lula e DIlma. Segundo Palocci FHC e Sarney eram também Beneficiados conjuntamente.

    – Acordo firmados com Indústrias automotivas desmobilização recursos e carros para campanha que na verdade só servia para máscara a organização eleitoral.

    – O cancelamento de aposentadorias por doença no INSS e a propaganda da falência do Instituto era para disfarçar os recursos desviados para manter a organização. Com congelamento das aposentadorias desviados cerca de 8 bilhões para nosso fundo.

    – A exportação do petróleo a preço de custo a países comunistas eram para subsidiar o projeto do Foro de SP.

    – No plano existiam 5 níveis de graduação 1o. Os Pai e Mãe apelidos utilizados 2o. Os filhos e filhas 3o. Os primos e primas 4o. Companheiros e companheiros 5o. Olheiros e Obreiros. A divisão dos recursos eram pelos níveis de graduação.

    – Empresários, Agronegócio, ONG, Religiosos; mídia etc que não faziam parte da organização era automaticamente destruídos.

    Qualquer opositor era desconstruÍdo por propaganda financiada pela organização, e seus empreendimentos perseguidos por órgão de Fiscalização 

    – A JBS é apenas uma das dezenas das empresas utilizadas para lavar o dinheiro do BNDS incluía também vários bicheiros e doleiros em todo país.

    ]– Era tantos recursos que chegamos ao ponto de um projeto de comprarmos um banco para servir de fachada. Milhares de envolvidos que recebiam dinheiro já estavam chamando atenção nas transações.

    – O maior erro foi acreditarmos que tínhamos subjulgado o judiciário e achar que eram como os outros corrompíveis. Foi exatamente na firmeza dos jovens juízes e procuradores que fomos desarticulados.

  • 30maio

    INFORME  PARANÁ

     

    Ney Leprevost cobra esclarecimentos sobre agulhas e seringas disponibilizadas para diabéticos nos postos de saúde de Curitiba

     

    O deputado Ney Leprevost, líder da Frente Estadual da Saúde e Cidadania, está cobrando da Secretaria Municipal de Saúde informações sobre as agulhas e seringas descartáveis disponibilizadas nos postos de saúde de Curitiba para o controle da diabetes.  

    Segundo as informações repassadas ao parlamentar pelo diabético, Luis Cesar Prosdócimo, os pacientes que necessitam dos materiais para o controle da diabetes estão sendo orientados a reutilizar as agulhas e seringas, além de estarem recebendo agulhas de 8mm e não de 6mm que são as mais recomendadas. 

    De acordo com os médicos a reutilização de agulhas e seringas coloca em risco a saúde dos pacientes. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os fabricantes recomendam usar a agulha para a aplicação de insulina apenas uma vez.

    Mas segundo a denúncia, a Secretaria Municipal de Saúde desconsidera essa norma — e orienta os diabéticos a utilizarem a mesma agulha até oito vezes.

    De acordo com especialistas, reaproveitadas, as agulhas perdem a fiação e sofrem alterações, com risco de quebra e bloqueio do fluxo, por causa da cristalização da insulina.

    Outro problema que pode ocorrer por causa do manejo inadequado das agulhas é a lipo-hipertrofia, um acúmulo de gordura na pele. Quando aplicada nas regiões com esses “caroços de gordura”, a insulina demora mais para ser absorvida.

    Segundo o deputado Ney Leprevost “a denúncia é grave.

    “A distribuição, tanto da medicação como das seringas e agulhas, é de responsabilidade do município, já que a Prefeitura de Curitiba recebe recursos federais e estaduais, além de dispor de recursos próprios, para investir na saúde. Não iremos nos cansar de cobrar providências da Prefeitura.”, afirmou Ney Leprevost”, disse.

    (Via Assessoria de Imprensa – Rodrigo França)

  • 09nov

    VEJA.COM

     

    Odebrecht flagrou mentira de Dilma durante debate eleitoral

     

    Em mensagem interceptada pela PF, o empreiteiro acusou a presidente de não falar a verdade sobre obra em Cuba

     

     

    O executivo Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava Jato, durante depoimento à CPI da Petrobras em Curitiba, nesta terça-feira (01)
    O executivo Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava Jato, durante depoimento à CPI da Petrobras em Curitiba(Vagner Rosário/VEJA.com)

     

    O empreiteiro Marcelo Odebrecht acusou a presidente Dilma Rousseff de mentir durante debate da eleição do ano passado, de acordo com mensagens de telefone celular interceptadas pela Polícia Federal.

    Em debate com o então candidato do PSDB, Aécio Neves, Dilma afirmou que as garantias aos empréstimos do BNDES para a construção do Porto de Mariel, em Cuba, tinham sido fornecidas pela Odebrecht, responsável pela obra, e não pelo governo cubano.

    “Ela (Dilma) disse que as garantias são da empresa, e não do governo de Cuba. Ela está mentindo”, diz a mensagem enviada a um executivo da empresa, Benedicto Barbosa da Silva Junior, e revelada pelo jornal o Globo.

    A construção do Porto de Mariel foi um tema relevante na eleição do ano passado, porque o governo brasileiro emprestou 682 milhões de dólares do BNDES para a obra na ilha da ditadura castrista, mas todos os detalhes sobre ela são secretos.

    Um dos argumentos era justamente que não havia nenhuma garantia de que o governo cubano, que enfrenta dificuldades financeiras, poderia pagar o empréstimo. E, no caso de um calote, quem pagaria?

    Segundo Dilma disse no debate, a Odebrecht.

    De acordo com o próprio dono da empresa, ela mentiu.

    Odebrecht está preso em Curitiba.

    Dilma não comentou o teor da mensagem.

  • 16out

    VEJA.COM

     

    Operador cita pagamento de R$ 2 milhões para quitar dívida de nora de Lula, diz TV

     

    Fernando Baiano diz que dinheiro foi repassado a pedido do empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente

     

     

    Fernando Soares, o Fernando Baiano, durante a CPI da Petrobras na sede Justiça Federal Curitiba (PR) - 11/05/2015
    Fernando Soares, o Fernando Baiano, durante a CPI da Petrobras na sede Justiça Federal Curitiba (PR) – 11/05/2015(Vagner Rosario/VEJA)

     

    O lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, afirmou que pagou 2 milhões de reais para quitar uma dívida de uma das noras do ex-presidente Lula.

    O delator do petrolão disse que o repasse foi cobrado por um amigo de Lula, o pecuarista José Carlos Bumlai, de quem buscou auxílio para favorecer a OSX na exploração do pré-sal.

    Soares fez a declaração no mês passado, em acordo de colaboração premiada, segundo o Jornal Nacional, da TV Globo.

    Conforme o telejornal, Baiano explicou aos investigadores da Operação Lava Jato que trabalhava para que a OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, fosse convidada pela SeteBrasil para participar de contratos que seriam fechados com a Petrobras.

    Para tanto, Baiano contou que pediu a ajuda de Bumlai e que o próprio Lula fez reuniões com o presidente da SeteBrasil em favor da OSX.

    As tratativas, contudo, não deram certo, mas José Carlos Bumlai teria cobrado mesmo assim uma comissão de 3 milhões de reais para pagar a uma nora de Lula – ela teria uma dívida, uma parcela de um imóvel, a ser quitada.

    Segundo a TV Globo, Baiano afirmou ter repassado 2 milhões de reais a Bumlai por meio de um contrato falso de aluguel de equipamentos de uma companhia do empresário.

    Lula negou ao telejornal ter atuado como intermediário de empresas e disse que nunca autorizou Bumlai a fazer lobby em seu nome. Segundo Lula, nenhuma de suas quatro noras recebeu dinheiro de Baiano.

  • 09out

    http://sintesenews.blogspot.com.br

     

     

    Dilma sabotou hidrelétricas estatais para favorecer termelétricas de amigos

     

     

    post-feature-image

« Entradas anteriores