Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 04jul

    PARANÁ PORTAL/PEDRO RIBEIRO

     

    No Governo do Paraná, pelo menos os salários são pagos em dia

     

    O governador Ratinho Junior pegou a chave do cofre, mexeu nas gavetas, fez das tripas coração, e não conseguiu agradar o funcionalismo público.

    Com queda na arrecadação neste primeiro semestre e sem dinheiro em caixa, o governo reuniu técnicos para encontrar uma saída e atender às reivindicações salariais.

    Debruçados em números, ativos e passivos, Lei de Responsabilidade Fiscal, o pessoal chegou à conclusão de que poderia conceder um reajuste de 5,09% fatiados em até três anos, mesmo sabendo que essa conta resultaria em aumento de R$ 4 bilhões no cofres públicos.

    Seu anúncio, nesta cinzenta quarta-feira, caiu como bomba em cima das lideranças dos movimentos grevistas, incluindo policiais civis e militares e deputados da bancada da bala.

    Do outro lado, técnicos e matemáticos insistem em afirmar que o governo tem caixa e pode conceder reajuste, inclusive a data-base, defasada há quatro anos.

    Como esses técnicos chegaram a tais números, sem conhecer o fundo do cofre do governo, poucos sabem, entre eles, o próprio governador.

    Estariam baseados na bolada de R$ 6 bilhões, sendo R$ 5,2 bilhões em dinheiro carimbado e R$ 800 milhões em caixa livres para atender ao funcionalismo, anunciados pela então governadora Cida Borghetti?

    No Palácio Iguaçu ninguém sabe sobre este dinheiro e o próprio governador insiste em afirmar que ele não existe.

    “Estamos tentando encontrar uma saída e os índices que chegamos para não comprometer o Estado foram estes”, disse Ratinho Junior durante entrevista coletiva à imprensa.

    Não podemos, nesta hora em que o país passa por uma séria crise, com 14 estados passando por dificuldades financeiras, entre ele Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, tentando ainda pagar o décima-terceiro salário do ano passado, exigir do Governo do Estado que simplesmente de um jeito e atenda às reivindicações dos servidores, pagando 4,94% de reposição da inflação e a data-base se ele, o governo, afirma que não tem esses recursos.

    Ratinho Junior, para lembrar, vem pagando o salário em dia, como aconteceu no mês de junho, quando já no dia 28 depositou o pagamento na conta dos servidores.

    Não deixou virar o mês, sabendo que o dia 31 cairia em um final de semana.

    O Governo do Estado também estará antecipando o pagamento do décimo-terceiro salário deste ano e anunciou a contratação de mais 2.500 policiais e mil professores.

    Assessores do Palácio Iguaçu insistem em afirmar que o governador Ratinho Junior tem as melhores das boas intenções e quer resolver o problema dos servidores, mas não tem condições financeiras para isso no momento.

    “O Paraná é um Estado equilibrado, que paga seus salários em dia. Jamais vou comprometer a saúde do Estado. Disso não abro mão”, afirma o governador.

    Publicado por jagostinho @ 11:02



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.