Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 23fev

    G1 PARANÁ

     

    Condomínio popular de R$ 6 milhões será demolido por risco de desabar

     

    Apartamentos do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Foz do Iguaçu abrigam 136 famílias; até caso ser resolvido, moradores devem receber aluguel social.

     

     

    O Condomínio Habitacional Duque de Caxias, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, será demolido no dia 1º de março por risco de desabar, de acordo a Defesa Civil do município.

    Os 17 blocos que abrigam 136 famílias custaram R$ 6 milhões e foram entregues às famílias de baixa renda em outubro de 2012.

    Desde então, muitos moradores vêm relatando problemas nos apartamentos como rachaduras e acabamentos de má qualidade.

    A Defesa Civil diz ter recebido o laudo que aponta o risco de desabamento na terça-feira (19).

    A Caixa – responsável pelo condomínio -, no entanto, tinha um estudo apontando os problemas há quase dois anos.

    O banco informou ainda que depois de receber o laudo, feito pela empresa MMC Projetos e Consultoria, enviou um especialista e profissionais da própria Caixa para colher mais informações no local e ter uma conclusão definitiva.

    A construção do condomínio foi financiada com recursos do governo federal do programa “Minha Casa, Minha Vida”.

    E, cada família paga R$ 25 a R$ 80 por mês pelos imóveis recebidos.

    Por conta do risco de desabamento, os moradores terão de deixar o local até o dia 28 de fevereiro.

    Todos deverão receber R$ 880 de aluguel social até que o caso seja resolvido.

    Segundo a Caixa, a obra foi feita pela Construtora Loibrás.

    Por conta dos problemas, a empresa foi incluída em um cadastro que impede firmar novos contratos com dinheiro público e que vai recorrer à Justiça.

    Em nota da assessoria de imprensa, a Caixa garantiu que o banco estuda alternativas para realocar os moradores definitivamente para outro conjunto habitacional.

    “A Caixa ressalta que está em contato contínuo com as famílias para esclarecimento e orientação quanto aos procedimentos que serão adotados dentro do prazo estabelecido. Até que a situação seja resolvida, a Caixa vai pagar aluguel social e auxílio mudança às famílias”, destacou.

    Publicado por jagostinho @ 15:36



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.