Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21fev

    BLOG DO ALUÍSIO AMORIM

     

    GRANDE MÍDIA DESMANCHA NO AR EXALANDO SEUS ÚLTIMOS SUSPIROS SOB A AÇÃO ARRASADORA DAS MÍDIAS DIGITAIS INDEPENDENTES

     

     

    Conforme tenho afirmado aqui no blog a tendência da grande mídia é desaparecer na poeira do tempo.

    O Allan dos Santos, do site Terça-Livre fez a postagem no Twitter do conteúdo da gravação de conversa do setor de assinaturas do jornal O Globo com um assinante que não deseja renovar a assinatura, como se pode ver no audio acima.

    É impressionante os argumentos da funcionária do jornal ao referir-se que os jornalistas Merval Pereira e Míriam Leitão que, segundo ela, já estariam mudando o enfoque de suas respectivas colunas.

    Ela insiste mas o cliente simplesmente afirma que não deseja renovar a assinatura.

    E isso está acontecendo com todos os veículos da dita mainstream media.

    Aliás, tenho um exemplo na minha própria família. Minha irmã que tinha assinaturas da revista Veja por muito anos e também do jornal Diário Catarinense aqui de Florianópolis.

    Ambas as publicações já fizeram de tudo para tentar manter as assinaturas.

    A revista Veja continuou, inclusive, enviado suas edições semanais sob o protesto de minha irmã. 

    O mesmo aconteceu com o panfleto Diário Catarinense, que pertenceu a ex-toda-poderosa RBS, empresa de mídia gaúcha que por muitos anos reinou absoluta aqui em Santa Catarina retransmitindo a programação da Rede Globo.

    A RBS foi para o vinagre e sumiu aqui de Santa Catarina.

    Hoje em dia está resumida a pó de traque operando apenas no Rio Grande do Sul e não se sabe até quando.

    O que restou da RBS em Santa Catarina foi adquirido pelo empresário Carlos Sanchez, de São Paulo, dono do Laboratório EMS que domina o mercado dos medicamentos genéricos.

    O tablóide Diário Catarinense atualmente está mais fino do que assobio de papudo, transformou-se num folhetim.

    O serviço de assinatura desse panfleto também tentou durante muito tempo demover minha irmã da decisão de cancelar a assinatura.

    Quando esse panfleto da ex-RBS exalava os últimos suspiros minha irmã usou por muito tempo como forro da bandeja onde seu gato de estimação defecava.

    Quanto o bichano faleceu minha irmã deu um ultimato para o setor de assinaturas desse jornal que virou mais um genérico de papel.

    Esta é a realidade dos fatos. Trata-se do arrasador impacto tecnológico que matou a mídia de papel, porquanto desnudou o fato de ser ela veículo a serviço do establishment.

    Mesmo assim esses trastes da grande mídia continuam insistindo. Cobram pelo acesso aos seus sites mas a maioria dos leitores e telespectadores já não querem vê-los de nem de graça!

    Portanto, não adianta migrar para formatos digitais se a linha editorial da grande mídia continuar publicando coisas ditas por esse bando de jagunços comunistas, esses saudosistas de FHC, Lula e seus sequazes.

    A grande mídia sempre foi esse lixo. Suas redações sempre foram povoadas pelos esquerdistas idiotas, com raras exceções. O que me admira é o Rei dos genéricos ter investido bilhões num troço que está liquidado, que ninguém quer nem mesmo de graça.

    Publicado por jagostinho @ 10:56



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.