Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01ago

    BLOG DO ALUÍZIO AMORIM

     

    ENTREVISTA DE BOLSONARO À TV CULTURA ROMPEU O ÚLTIMO ANTEPARO QUE ESCONDIA A CRIMINOSA MANIPULAÇÃO DOS DONOS DO PODER

     

    Todas as críticas e denúncias que tenho feito aqui no blog com relação à atuação dos jornalistas da grande mídia foram corroboradas na entrevista que o presidenciável Jair Bolsonaro concedeu ontem ao Programa Roda Viva, da TV Cultura (cultura???).

    Como tenho revelado aqui no blog atuo como jornalista desde 1971.

    Há mais de uma década me transferi para a internet numa época em que ainda se afirmava que os jornais e a mídia impressa em geral sobreviveriam.

    O futuro chegou mais depressa do que imaginavam os dinossauros das redações.

    Ainda assim, eles insistem, como aquele tal de Chico Caruso rabiscando em papel aquelas charges idiotas enquanto seus coleguinhas praticavam aquele festival de cinismo financiando com dinheiro público, ou seja, fruto do avassalador assalto aos bolsos dos contribuintes pelos ladravazes do erário.

    Afinal a TV Cultura é estatal.

    Se a internet já havia feito um estrago danado na grande mídia as redes sociais atiraram a pá de cal sobre o que restava de pé.

    Pela primeira vez na história os leitores e telespectadores passaram de uma situação passiva para uma ação ativa desmistificando essa cambada de psicopatas revelada na noite de ontem durante a entrevista com o presidenciável Jair Bolsonaro.

    Tanto é que pela primeira vez na história da estatal TV Cultura, aquele cabide de emprego dos comunistas, atingiu o topo dos Trends do Twitter e bateu o recorde de audiência.

    Não pela qualidade de seu jornalismo mas pela presença de Jair Bolsonaro.

    Uma pesquisa do Instituto Paraná divulgada nesta terça-feira explica o desespero das empresas de mídia convencional que são batidas pelas redes sociais.

    Não é à toa que o Facebook fez um acordo com o Governo do Brasil para censurar perfis que se opõem a esse turbilhão de iniquidades, roubalheiras, mentiras e manipulações levadas a efeito establishment do qual são pontas de lança a grande mídia e seus jornalistas como tenho repetidamente denunciado aqui neste blog.

    O que se viu nesta segunda-feira à noite na entrevista do presidenciável Jair Bolsonaro foi antes de tudo, pedagógico.

    Rompeu o último anteparo que escondia a indecência e a manipulação desesperada desse jornalismo chulé que desde de seu nascedouro é operador dos interesses do movimento comunista internacional hoje diluído na ideologia da diversidade bundalelê gestada pela ONU, União Européia e demais organismos multilaterais.

    Tudo isso forma o âmago idelógico do establishment.

    No caso brasileiro há um componente essencial muito particular nessa pedagogia de esclarecimento político que, vamos dizer assim, universalizou a conscientização em sentido amplo.

    Trata-se da Operação Lava Jato que, como costumo afirmar, rasgou o diáfano véu da fantasia que encobria a desavergonhada e histórica gatunagem sobre o erário.

    Não sobrou nada. Essa gentalha de uma hora para outra se viu desnudada perante a opinião pública e hoje está reunida no tal “Centrão” liderado pelo PSDB, MDB e PT.

    Como moscas varejeiras esses predadores do Brasil pretendem detonar a carniça até os ossos.

    Não contavam com a conscientização em massa e muito menos no inusitado aparecimento de um líder que galvaniza os mais diferentes setores da sociedade brasileira na derradeira tentativa de salvar a Nação.

    Este líder é Jair Bolsonaro. Seu prestígio e sua força puderam ser constatados na entrevista que concedeu na noite desta segunda-feira para a TV Cultura.

    Se pretendiam destruí-lo deram um tiro n’água pavimentando seu caminho em direção ao Palácio do Planalto.



    Publicado por jagostinho @ 11:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.