Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06jul

    POLÍTICA NA HORA/VELOZO SANTOS

     

    Indecisão de Osmar Dias afasta todos, inclusive o irmão Álvaro

     

    Indecisão e apatia de Osmar Dias deixa apoiadores preocupados. Irmão Álvaro Dias sinaliza que não vai ficar esperando.
    Bastidores revelam que com 40 anos na política Osmar pode decidir disputar a vaga garantida ao senado do que a incerteza da terceira derrota ao governo do Paraná .
    Foto: Montagem divulgação
    A carapuça de indeciso que vestem no ex-senador e pré-candidato ao Governo Osmar Dias lembra bem aquele sujeito que não é só indeciso mas também inseguro.
    E esse rotulo parece deixar Osmar com o sorriso escondido, “Não sou indeciso” retruca ele quando questionado até mesmo por correligionários.
    Na carreira política que começou como, professor/ diretor da Faculdade de Agronomia de Bandeirantes, passando pelo cargo de Secretário estadual de Agricultura nos governos; José Richa, Álvaro Dias e Roberto Requião, passando por 16 anos de mandato como senador e duas derrotas nas eleições ao governo do Paraná (perdeu uma em 2006 por menos de 11 mil votos para Requião e outra já no primeiro turno para Beto Richa em 2010).
    Já navegou em alianças que teve apoio do PT, DEM, PCdoB, PP, PMDB, PSDB, PSB,PR e PSC.
    Em 2006 teve muita dificuldade pela demora em decidir sair candidato e ficou refém da coligação que lhe jogou o vice Derli Donin.
    Passou maior parte da campanha se explicando sobre a extensa ficha criminal do candidato a vice-governador, fato que parece ter se repetido com a escolha em 2010 às pressas e a indicação “goela abaixo” de Rodrigo Rochas Loures (aquele da mala de dinheiro do Temer).
    Em entrevistas tem dito que vai evitar os erros do passado.
    Osmar Dias não pode reclamar do selo de indeciso, pois ele o é.
    Próximos desabafam, inclusive o irmão Álvaro, pré-candidato à Presidência da República e não escondem de ninguém,
    que ambos carregam diferença nas atitudes e Osmar anda distante do caçula da família Dias, pelo menos eleitoralmente.
    Outro que sinaliza afastamento é Roberto Requião que recentemente anunciou aliança mas prefere ter a própria caravana ou “namorar “ a pré- candidatura de Cida Borguetti (PP).
    Para alguns analistas são se trata apenas de indecisão.
    Osmar carrega uma moleza parecida com preguiça, de quem na indecisão da disputa pelo governo do Paraná e qual partido ficar, acabou fragilizando o PDT que atualmente tem apenas um deputado estadual na Assembleia Legislativa,
    Alguns dizem que ele carrega também a prática de quem não constroe grupo, não gosta de fazer campanha e outros até dizem que a geração de políticos à qual ele pertence ainda está parada no século passado, fora de sintonia.
    A esses que questionam Osmar ele responde que continua em segundo lugar nas pesquisas, perdendo por uma distância de quase dois dígitos para o Pré-candidato Ratinho Junior(PSD).
    Osmar pelo jeito não aprendeu que ganha eleição quem fizer mais votos (pelo menos na eleição majoritária).
    Parece que nesses 40 anos de vida política, continua a repetir os erros do passado e quem vive de passado é museu.
    Essa é nossa opinião !!

    Publicado por jagostinho @ 12:35



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.