Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 22fev

    BLOG RODRIGO CONSTANTINO

    AS ESTRANHAS PRIORIDADES DE NOSSA IMPRENSA SELETIVA

     

    Lula foi presidente do país por oito anos, seguido de Dilma Rousseff por mais cinco.

    Nesses mais de 13 anos, a língua portuguesa nunca foi tão massacrada, estuprada por gente do alto escalão do governo, a começar pela presidência, claro.

    O grau de agressão linguística era sem precedentes.

    Mas expor esse analfabetismo todo era “preconceito”, afinal, o PT era o representante do “povo”, e não podemos cobrar o uso correto da linguagem daqueles que representam o povo.

    Ao contrário: temos é que aprender com eles, como nos ensinou Paulo Freire.

    Agora que o PT não está mais no poder, a imprensa já pode voltar a atacar os erros de linguagem no governo.

    O ministro da Educação, Mendonça Filho, foi alvo de um ataque desses por conta de um deslize:

    blog2

    Imagina se esse tipo de coisa fosse virar manchete na era lulopetista. Seria uma manchete por minuto!

    Mas sabemos que a esquerda goza de um salvo-conduto para tudo, e que os jornalistas gostam mesmo é de caçar erros nos outros, sempre protegendo os “seus”.

    É o caso de João Doria. O prefeito, eleito no primeiro turno e gozando de elevada aprovação, precisa ser atacado, pois representa a ala nova da direita dentro do PSDB de centro-esquerda.

    Doria chegou impondo um ritmo intenso de trabalho, fazendo vistorias surpresas, combatendo vagabundos pichadores e anunciando um vasto programa de privatizações.

    É claro que seria alvo predileto dos jornalistas de esquerda.

    Mas como atacá-lo? Já sei! Encontrem aí algum deslize qualquer que damos manchete… e aconteceu.

    O prefeito gravou um vídeo às 5:30 da madrugada, já trabalhando, para mais uma inspeção surpresa, e a Folha prefere dar destaque… para a ausência de cinto de segurança do prefeito no banco do carona! Vejam:

    blog

    Agora vejam o curto vídeo, e digam se essa falta do cinto é mesmo a coisa mais relevante aqui:

    Nem digo que os jornalistas estão errados em apontar tais falhas. Claro que não estão! É o papel da imprensa mesmo, encher o saco de governantes, apontar para quaisquer deslizes.

    O ponto é outro. É o duplo padrão, a seletividade, a obsessão em atacar quando o governante não é ícone da esquerda jurássica, e de poupar, blindar os esquerdistas radicais.

    São as prioridades estranhas que chamam a atenção e fazem essa grande imprensa perder credibilidade.

    É o mesmo que ocorre no caso Trump. Claro que o homem comete várias gafes e deve ser atacado por isso.

    Mas a mesma imprensa que sempre fez vista grossa para os inúmeros erros de Obama, agora parece ter despertado com tudo e resolvido trabalhar intensamente para expor Trump.

    Vocês acham que o público não percebe o viés escancarado?



    Publicado por jagostinho @ 10:33



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.