Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 02dez

    VEJA.COM

     

    Discussão e votação do parecer preliminar referente ao Processo Nº 01/15, Representação Nº 01/15, do PSOL e REDE, em desfavor do dep. Eduardo Cunha (PMDB/RJ)
    Sessão do Conselho de Ética(Antonio Araújo/Câmara dos Deputados)

     

    Trinta e um deputados do PT assinaram nesta terça-feira um abaixo-assinado pela admissibilidade do processo que pede a investigação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

    O voto dos três petistas que integram o colegiado é um dos maiores mistérios da sessão até aqui.

    Ao longo das últimas semanas, o Planalto chegou a sugerir que o partido poupe o peemedebista para evitar o andamento de um processo de cassação contra a presidente Dilma Rousseff.

    Já o presidente da legenda, o lulista Rui Falcão, recomendou hoje que os deputados do partido votem contra Cunha.

    A declaração foi feita por meio do microblog Twitter e publicada enquanto o colegiado debatia o parecer do deputado Fausto Pinato (PRB-SP), que defende que Cunha seja formalmente alvo de um processo por quebra de decoro.

    Os três petistas que integram o Conselho de Ética – Leo de Brito (AC), Valmir Prascidelli (SP) e Zé Geraldo (PA) – tentam apresentar uma posição unificada contra o presidente da Câmara.

    Não há, porém, a garantia de que o imprevisível presidente da Câmara vá diminuir os ataques ao governo caso seja salvo no colegiado.

    Resume o deputado Zé Geraldo (PT-PA): “A metralhadora está na mão do Cunha. Nós não confiamos nele. Mas e se acontecer de ele começar o processo e nós sermos os culpados de ter acontecido o impeachment no Brasil? Esta é a reflexão que estamos fazendo”.

    “Não é uma decisão fácil e ela tem de ser nossa. Se você for aceitar a opinião externa da sociedade e do PT, temos de votar pela admissibilidade do relatório. Pela nossa posição de ser prudente e evitar qualquer pauta que venha a desestabilizar inclusive a democracia deste país, precisamos ter o cuidado de repensar o nosso voto e até pensar em não admitir o voto do relator”.

    “Estamos [numa saia justa] porque somos PT e os responsáveis pelo destino deste país. Quando a bomba explodir, não vai cair no colo dos aliados, vai cair no colo do PT”.

    (Marcela Mattos, de Brasília)



    Publicado por jagostinho @ 10:26



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.