Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06nov

    INFORME PARANÁ

     

    O deputado Ney Leprevost, líder da Frente Estadual da Saúde e Cidadania, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para cobrar da Prefeitura de Curitiba agilidade no atendimento aos pacientes que aguardam na fila para consultar com médicos especialistas na rede pública. 

    A fila de espera para consultas com ortopedistas na saúde pública da capital chega a 25 mil pessoas.

    Alguns desses pacientes aguardam atendimento com um especialista desde 2012.

    A assistência a vítimas de torções, dores na coluna ou traumas ósseos é considerada um dos principais gargalos do sistema público de saúde de todo país e a situação não é diferente em Curitiba. 

    Não bastasse a demora em agendar consultas, os cidadãos ainda precisam enfrentar fila para a realização das cirurgias ortopédicas.

    A maioria desses procedimentos são considerados eletivos, ou seja, que não caracterizam urgência e emergência.

    Mesmo assim, a situação não é tão simples. As pessoas, além de sofrerem com dores frequentes, podem – dependendo do problema – ficar incapacitadas de trabalhar.

    Segundo as informações levantadas por Leprevost as especialidades com maior demanda em Curitiba são ortopedia e oftalmologia.

    Cada especialidade está com uma fila de 25 mil pessoas. Para realizar uma cirurgia vascular 14 mil usuários aguardam na fila de espera.

    Para fazer ecografia são 11 mil pessoas na fila. Para consultar um endocrinologista estão 9 mil pessoas esperando.

    Para consultar um urologista são 9 mil pessoas na fila. Para a realização de plástica reparadora estão 8 mil usuários  esperando.

    Para fazer a gastrocirurgia são 5 mil pessoas na fila. Para consultar um pneumologista estão 5 mil pessoas aguardando.

    Para ser atendido por um cardiologista são 5 mil pessoas na fila e para tratar de alzheimer estão 500 pessoas aguardando um especialista.

    “Não tem como justificar demora de, em alguns casos, anos para conseguir uma cirurgia. Temos que cobrar da Secretaria Municipal da Saúde agilidade, estrutura, equipamentos e condições dignas de trabalho para todos os profissionais da saúde”.

    “A população não aguenta mais aguardar na fila do SUS. Saúde é prioridade e os curitibanos não podem aceitar isto”.

    “Também defendemos a implementação de um Plano de Cargos, Carreira e Salários para todos os profissionais que atuam na saúde”, disse Leprevost.

    (Via Assessoria de Imprensa – Rodrigo França)

    Publicado por jagostinho @ 11:43



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.