Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03out

    PORTAL BANDA B

     

    Yared é convocada para depor no caso Carli Filho e promete livro com revelações inéditas

     

    A deputada federal Christiane Yared disse em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (2), que foi convocada para depor contra o ex-deputado federal Luiz Fernando Ribas Carli Filho, no Juri Popular que pode acontecer no fim deste ano ou no ano que vem.

    Ela é mãe de um dos jovens que morreu no acidente de trânsito causado por Carli Filho, em maio de 2009, no bairro Mossunguê, em Curitiba.

    Segundo a acusação, o ex-deputado dirigia embriagado e a 173 km/hora. Na ocasião, o Detran informou que ele tinha 130 pontos na carteira de habilitação porinfrações de trânsito.

    yaredefora

    Yared promete livro com revelações bombásticas (Foto: Djalma Malaquias – Banda B)

     

    “Fomos intimados pelo Ministério Público para sermos informantes. Eu preciso ser testemunha e falar para a sociedade o que eu passei nesses seis anos e meio de dor e luta. É um longo caminho e uma jornada muito dolorida. Acredito que esse julgamento será um divisor de águas neste país e luto com todas as minhas forças para que ele aconteça”, afirmou Christiane.

    Durante a coletiva, a deputada revelou que, após o Juri Popular acontecer, lançará um livro com revelações sobre o caso.

    “Alguns fatos serão colocados à tona nesse livro, sobre como fomos acuados e sofremos nesse período. Fatos ainda não revelados. Assim que acontecer o julgamento, lançarei o livro”, revelou.

    Durante anos, surgiram informações não confirmadas de que a família de Yared sofreu pressão para não falar sobre o caso.

    “Não vai prescrever”

    Christiane também disse não temer estratégias da defesa do ex-deputado para que o crime prescreva. “Infelizmente, as brechas da lei são várias para tentar prescrever o crime. Mas eu não vou permitir que isso aconteça. Não vou permitir que ele saia impune. Esse julgamento será um divisor de águas”, concluiu.

    Em entrevista à Banda B nesta semana, o assistente de acusação, Elias Mattar Assad, disse acreditar que o júri deve acontecer na primeira quinzena de dezembro ou no começo de fevereiro do ano que vem.

    “O Ministério Público está mais otimista que eu, mas não podemos passar nenhuma regra, uma vez que qualquer pisada em falso, como dizemos vulgarmente, pode anular o processo”, disse.

    carlifilho (1)

    Carli Filho pode ir a Juri Popular ainda neste ano (Foto: Reprodução)

     

    Outro lado

    Ao Jornal Gazeta do Povo, a defesa do ex-deputado Carli Filho afirmou não ter conhecimento sobre o possível Juri Popular.

    O advogado Gustavo Scandelari informou que o juízo de primeiro grau deve esperar o desfecho dos recursos que tramitam no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal de Justiça (STF).

    Segundo a defesa, a alegação é de que há várias irregularidades no processo.

    Acusação

    Carli Filho é acusado de matar Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida no acidente de trânsito. 

    Caso condenado, Carli Filho pode pegar de seis a vinte anos de prisão, podendo ter a pena aumentada a 50% por se tratar de duas vítimas. No total, o tempo de prisão pode chegar a 30 anos.

    Publicado por jagostinho @ 16:33



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.