Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29ago

    VEJA.COM

     

    Venezuela: Pesquisa aponta vantagem da oposição em eleições (e queda de Maduro)

     

    A oposição conta com o apoio de 57,7% dos eleitores e reprovação do governo de Nicolás Maduro atinge 71,1%, informa pesquisa do instituto privado mais respeitado do país

     

     

    O presidente venezuelano Nicolás Maduro gesticula em frente ao Palácio de Miraflores, em Caracas
    O presidente venezuelano Nicolás Maduro gesticula em frente ao Palácio de Miraflores, em Caracas(Jorge Silva/Reuters/VEJA)

     

    Mais de 70% dos venezuelanos avalia de forma negativa a gestão do presidente Nicolás Maduro, segundo uma pesquisa da empresa Datanálisis divulgada nesta quinta-feira, que também indicou que 57,7% dos potenciais eleitores apoiaria à oposição nas eleições parlamentares do próximo dia 6 de dezembro.

    O instituto Datanálisis é a consultoria privada mais respeitada do país e suas pesquisas sociais e econômicas costumam servir de balizas para analistas, que não confiam nos números divulgados pelo governo.

    Perguntados sobre como avaliam o trabalho de Maduro pelo bem-estar do país, 39,4% dos consultados o considerou “muito ruim”, 21,6% indicou que é “ruim” e 9,4% respondeu “regular a ruim”, o que dá um total de 70,4% de avaliação negativa, enquanto 24,3% classificou a administração como positiva.

    Além disso, 71,1% dos consultados vê de forma negativa a gestão do país pelo governante Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), enquanto 53,3% desaprova o trabalho da aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD).

    A pesquisa também inclui a visão dos entrevistados sobre a gestão “pelo bem-estar do país” dos líderes opositores Henrique Capriles e Leopoldo López, com o primeiro obtendo uma avaliação positiva de 40,7% e negativa de 48,9%, e o segundo 41,5% de aprovação e 47% de desaprovação.

    Os consultados também foram questionados em quem votariam nas próximas eleições para deputados, ao que 57,7% respondeu que nos candidatos opositores, 26,2% nos governistas e 16,1% nos independentes.

    Além disso, 87,2% dos consultados fez uma qualificação negativa da situação geral do país, enquanto 11,7% a observa positivamente.

    O desabastecimento de alimentos, o alto custo de vida e a insegurança são os principais problemas que sofrem os venezuelanos, com o primeiro deles mencionado por 24,6% dos indagados, o segundo por 20,7% e o terceiro por 17,7%.

    A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 23 de julho em 1.000 lares venezuelanos de todas as camadas sociais, com um nível de confiança de 95% e uma margem de erro máxima de 3,04%, segundo a Datanálisis.

    Publicado por jagostinho @ 18:53



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.