Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 02mar

    repassando6

    COLUNA DE CESO NASCIMENTO – GAZETA DO POVO

    Ninguém duvida que o circo está pegando fogo. Aqui no Paraná de Beto Richa, em muitos outros estados e no país de Dilma Roussef.

    Mas o que mais espanta é o comportamento daqueles que também têm responsabilidades pela calamidade vigente. Assemelham-se ao tresloucado imperador Nero que tocava lira enquanto contemplava Roma sendo consumida pelo incêndio que ele próprio ordenara.

    Assim, apesar do sufoco de caixa e dos sacrifícios impostos à população para participar do esforço em favor de um suposto saneamento das contas públicas,

    • os deputados federais instituem a bolsa-avião para as esposas e/ou companheiros(as) de suas excelências. As madames agora podem ir e voltar de Brasília para suas cidades às custas do contribuinte;

    • os deputados estaduais do Paraná tentaram (mas em seguida recuaram) inflar as verbas de gabinete para cerca de R$ 120 mil mensais, dinheiro também do contribuinte que os parlamentares podem usar para contratar até 23 assessores e pagar despesas como restaurantes, correio, telefone etc. Com o recuo, terão direito a pouco menos de R$ 100 mil.

    • o Tribunal de Contas do Paraná estende para seus próprios conselheiros, auditores e procuradores o auxílio-moradia de R$ 4,3 mil mensais;

    • a Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar) requer ao Tribunal de Justiça que pague retroativamente cinco anos de auxílio-moradia;

    • a presidente Dilma Roussef joga a culpa da corrupção atual na Petrobras para a década de 90, quando Fernando Henrique governava o país;

    • em praça pública, um dia depois que petistas espancaram manifestantes no Rio, Lula convoca o “exército do Stedile” (mentor do MST) para dar combate aos críticos da corrupção, aos que gritam “fora Dilma” e aos que, na sua visão, querem destruir a Petrobras.

    • o juiz que apreendeu bens de Eike Batista passa a usar o Porsche de meio milhão do falido empresário; o piano, de R$ 85 mil, ele emprestou para o vizinho, que reclamou que o instrumento estava desafinado.

    Haja coração!

    Enquanto isso, na terra das araucárias, o governador Beto Richa também se mostra hábil no manejo das cordas da sua lira particular.

    Certamente já seguindo instruções do marqueteiro contratado, joga para a plateia com o anúncio de que o próprio salário e o dos secretários permanecerá congelado por um ano – gesto ventoso e simbólico que em nada “refresca” o fogareu que ele deixou prosperar no primeiro mandato.

    Apela também à mídia para se penitenciar dos “erros” que cometeu – mas ainda assim, embora tenha recuado em alguns pontos do pacote de maldades que atingiria especialmente os educadores, reafirma sua intenção de lançar mão dos R$ 8 bilhões que os servidores depositaram na Paranaprevidência.

    Seu secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, um crítico da gestão passada (de Richa) diz que é quase tudo quanto sobra para equilibrar as contas.

    A credibilidade do governador provavelmente não deve ter melhorado após a entrevista que concedeu à Folha de São Paulo, publicada na última sexta-feira.

    Nela, Richa afirmar que se as finanças estaduais estão ruins foi em razão de sua coragem em peitar gastos maiores do que podia pagar.

    “O que interessa para a população são as obras. As dívidas nós vamos administrando”, disse ele à Folha.

    isso, põs na conta das obras realizadas – e não na imprudência – o rombo nas contas. Citou uma obra: a duplicação da PR-445, no Norte do estado – uma PPP rodoviária tocada pela construtora Triunfo a ser paga pelo pedágio a ser recolhido dos usuários.

    Não seria o caso de chamar os bombeiros em vez de tocar lira?

    Publicado por jagostinho @ 10:24



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.