Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26set

    CAVALO

    IMPRENSA REQUIÃO 15 GOVERNADOR

    PM concluiu que não se usou recurso público para cuidar de cavalos de Requião

    O repórter Carlos Ohara cometeu hoje o que no jargão jornalístico se chama de “barrigada” e publicou no site da Folha.com, do jornal Folha de São Paulo, uma notícia falsa sobre um inquérito que já foi arquivado.

    O texto assinado por Ohara afirma que o repórter teve acesso a um “documento sigiloso” revelando que a medicação e alimentação dos cavalos de propriedade de Requião tiveram suas despesas cobertas por recursos públicos.

    O texto também afirma que “um inquérito policial militar confirmou que o candidato do PMDB ao governo do Estado e senador Roberto Requião (PMDB)– usou recursos da Polícia Militar do Paraná para cuidar de cavalos de sua propriedade durante seus dois últimos mandatos como governador, entre 2003 e 2010”.

    No entanto, o Inquérito Policial Militar (IPM nº 019/13) não só afirma justamente o contrário como não se encontra mais aberto.

    Foi arquivado no início deste mês de setembro e concluiu que “não cabe [ao comandante-geral da PM] se manifestar a respeito de evidências de irregularidade ou ilícito praticado pelo Sr. Roberto Requião”.

    O Inquérito também apontou que “os autos demonstram que, via de regra, os animais recepcionados na PM e oriundos de doações passavam por um período de testes e, posteriormente, efetivava-se ou não a doação, respeitando as normativas internas que tratam do assunto (…).

    Quando da não efetivação da doação, os equinos não úteis eram restituídos ao pretenso doador”. Segundo o IPM, o processo de doação de animais à PM é regular e, no transcorrer do período de avaliação dos animais pelo Centro Veterinário da PM, o tratamento e a alimentação corriam pelas custas da corporação, procedimento considerado legal.

    O IPM menciona também “oportunidades na qual teria sido fornecido por particulares um aporte de alimentação e medicamentos destinados aos equinos particulares.

    Portanto, conclui-se que estes animais utilizavam tanto de insumos provenientes da Administração Pública [de forma lícita] quanto de outras fontes”.

    Segundo o advogado do senador Roberto Requião, Luiz Fernando Delazari, a reportagem assinada pelo jornalista Carlos Ohara atende aos propósitos de um “ato político e eleitoreiro” dos adversários políticos do candidato.

    Delazari afirma que fez um requerimento à Justiça Militar, solicitando que o inquérito fosse acompanhado de perto, pois houve tentativas de politizar a investigação pelo Comandante Geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel César Vinícius Kogut.

    Segundo Delazari, no meio do processo de investigação, Kogut determinou a troca do oficial responsável pelo inquérito, que recomendava o arquivamento do processo.

    O departamento jurídico da coligação Paraná Com Governo está estudando denunciar o repórter Carlos Ohara ao Conselho de ética do Sindicato dos Jornalistas do Paraná.

    Publicado por jagostinho @ 12:56



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.