Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26set

    GAZETA DO POVO/EUCLIDES LUCAS GARCIA

    Foto:- Cesar Machado/ Gazeta do Povo

    Cesar Machado/ Gazeta do Povo / Delazari: vazamento é “desespero e baixaria”

    Delazari: vazamento é “desespero e baixaria”

     

    Dois dias depois de o senador Roberto Requião (PMDB) anunciar que teria uma “bala de prata” para mudar os rumos da eleição para o governo do Paraná, começaram a circular na internet imagens de documentos preenchidos a mão que supostamente seriam de movimentações financeiras particulares do peemedebista.

    Uma ala de dissidentes do PMDB, que apoia o governador Beto Richa (PSDB), promete apresentar uma notícia-crime ao Ministério Público Estadual com base na documentação, por supostas irregularidades.

    Liderada por Doático Santos, ex-aliado de Requião, a Frente Ampla Paraná Total diz ter tido acesso a 37 folhas de papel com anotações e recibos pessoais do senador.

    Na internet, o grupo afirma que os documentos foram encontrados em um cofre no Palácio das Araucárias em 2010, ano em que Requião renunciou para disputar a eleição para o Senado.

    Em abril daquele ano, o então vice-governador, Orlando Pessuti – hoje inimigo de Requião e apoiador de Richa –, assumiu o comando do Executivo estadual.

    Sem revelar nomes, Doá­­tico disse que a documentação foi entregue no comitê da Frente Ampla, que funciona no Centro de Curitiba.

    Ele afirmou ter consultado amigos peritos que teriam atestado a veracidade dos papéis. A ideia do grupo é coletar assinaturas para a notícia-crime em um ato amanhã de manhã na Boca Maldita, para protocolá-la no MP na segunda-feira.

    Assessor jurídico da campanha de Requião, Luiz Fer­­nando Delazari classificou como “desespero e baixaria” o vazamento dos documentos, que, segundo ele, não apresentam qualquer ilegalidade.

    Segundo o advogado, os papéis envolvem a contabilidade pessoal da mulher de Requião, a respeito da herança do pai dela, e de questões particulares envolvendo outros familiares.

    Delazari disse já ter acionado a Justiça Eleitoral e também a Polícia Federal pedindo a instalação de um inquérito por furto de documentação privada.

    “Eles [Requião e Maristela, mulher do senador] prestam contas ao Fisco todo o ano de forma absolutamente correta. Essa é uma ilação horrorosa”, criticou.

    Procurado, Pessuti disse que não tomou conhecimento dos documentos e afirmou que, certa vez, uma pessoa apenas comentou com ele que teria encontrado “alguma coisa” ligada a Requião.

    Por meio da assessoria de imprensa, a atual gestão do governo estadual informou que desconhece a existência da documentação.

    Publicado por jagostinho @ 15:22



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Andres Sottomaior Disse:

    é característica da turma do Beto………….difamação em torno de falácias.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.