Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21set

    repassando6

    DA COLUNA DE CELSO NASCIMENTO/GAZETA DO POVO

    Olho vivo

     

    Catolicismo 1

    Não se pode afirmar que nunca antes na história desse país a Igreja Católica – ou seus representantes – tenha sido usada para fins eleitorais.

    Pelo contrário, a participação política da Igreja foi até institucio­nalizada sob o nome de Liga Eleitoral Católica, com grande atuação na primeira metade do século passado.

    Candidatos que não rezassem pelo catecismo da LEC, num país tão religioso como o Brasil e com a maior população católica do planeta, estavam praticamente condenados à derrota.

    Catolicismo 2

    Mesmo o ateu e depois agnóstico Getúlio Vargas, que na juventude chegara a escrever um livro sobre os males do cristianismo, teve de se render à força da Igreja para alcançar e se manter no poder.

    Beijava mãos de cardeais, bispos e até de curas interioranos para não cair em desgraça.

    Hoje em dia, é importante para os políticos aproximar-se das igrejas evangélicas, especialmente das numerosas e poderosas neopentecostais, para conquistar eleitores.

    Mas a Igreja Católica, embora hoje menos influente e decisiva do que foi no passado, não pode ser esquecida.

    Catolicismo 3

    Na última terça-feira, dia 16, o governador Beto Richa e a primeira-dama Fernanda, convidaram para almoço em palácio um grupo de padres de grande poder e popularidade em Curitiba – um colégio eleitoral considerado capaz de assegurar a decisão do pleito já no primeiro turno.

    Dividiram o cardápio servido pela cozinha do Palácio Iguaçu os padres Reginaldo Manzotti (pároco do Guadalupe), Luiz Carlos Kleina (do Carmo), José Aparecido Pinto (tesoureiro da Mitra e diretor da Ação Social mantenedora do Asilo São Vicente de Paula e de restaurantes populares), Joaquim Parrón (provincial dos Redentoristas, que atraem milhares de fieis às quartas-feiras para a novena do Perpétuo Socorro) e monsenhor Rafael Bienarski, que responde pela Arquidiocese desde a morte do arcebispo dom Moacir Vitti, em junho passado.

    O arcebispo emérito Pedro Fedalto, embora convidado, preferiu fazer jejum neste dia.

    Catolicismo 4

    Por que esse almoço “tão católico” em véspera de eleição? Porque os padres precisavam ser convencidos a aparecer em folhetos e santinhos ao lado de Beto Richa e de, no texto, recomendar o voto nele.

    Fernanda Richa – embora não fizesse o papel da serpente do Paraíso – se encarregou de expor os motivos para que os sacerdotes se sentissem tentados, enquanto Beto Richa olhava para o teto.

    Kleina, Manzotti e Aparecido não teriam resistido ao sabor dos frutos que, quem sabe, poderão colher em breve.

    Publicado por jagostinho @ 16:28



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy
  • leovir batista glitese Disse:

    Pelo que sei os referidos padres foram educados em aceitar o convite – mas em contato que tive com alguns deles estão saturados do atual governo e estão do lado do Requião; sugiro ao blogueiro e ao Nascimento da Gazeta que é do Beto que os entreviste e confirme. É falácia!!!!!!!!!!!!!!! e espero a vitória eminente do Requião para ver como a Gazeta vai sobreviver; com o Requião não vai ter grana.

  • LEO Disse:

    Concordo, mas com um pé atrás, pois a alguns dias vi em Guaratuba essa mercadoria do cantor, manzotti acompanhando o piá de prédio na sexta- feira, na festa do Divino . Quando os funcionários da prefeita obrigados a trabalhar, pediram aplauso houveram algumas palmas ; no dia seguinte sábado , foi o REQUIÃO e um grupo de quase cem pessoas ; quando o locutor Algaci Tulio, citou sua presença foi super aplaudido, muito mais q o beto e o padre. Entendo que o mesmo deveria largar a batina e dedicar-se a carreira de cantor , pois como evangelizador e metido em campanha política é fraquíssimo; além de cometer muitos pecados.É por essa razão, que a igreja católica cada vez mais perde seguidores.O arcebispo deveria determinar ao manzotti algumas penitencias, por apoiar o pior governador do Paraná, depois do Leon Peres.

  • Grego Disse:

    esse manziotti gosta de mancebos e é chegado na grana. Usa a religião para satisfazer seus instintos mais vis.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.