Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 14set

    IMPRENSA REQUIÃO 15

    Mandaguari e Grandes Rios receberam com festa os candidatos da coligação.

    ColoradoO candidato ao governo estadual pela coligação “Paraná com Governo” (PMDB/PV/PPL), Roberto Requião, participou de duas carreatas na região Norte do Estado.

    O primeiro encontro, em Mandaguari, começou no antigo campo de futebol e percorreu diversas ruas e bairros da cidade.

    Em carros, motos e camionetes, os participantes cantaram os jingles de campanha e mostraram entusiasmo com a volta de Requião ao governo.

    Pedro Ricieri, vereador e presidente do PMDB na cidade afirmou que principalmente os professores estão ao lado de Requião.

    “Ele jamais esqueceu de Mandaguari. Trouxe a Clínica de Saúde da Mulher e da Criança pra cá, trouxe asfalto, os programas sociais como Luz Fraterna e Leite das Crianças. Havia uma presença forte do governo aqui. Com os professores ele sempre foi preocupado com qualificação, com as condições de trabalho, melhorias na estrutura das escolas. Hoje todos se sentem abandonados, por isso a esperança na volta dele ao governo”, destacou Ricieri.

    A professora Luiza Mattos reforçou o apoio. Para ela, a falta de manutenção dos equipamentos prejudica a qualidade do ensino.

    “Desmotiva o aluno, desmotiva o educador. Hoje as crianças estão cercadas de tecnologia, chegam na sala de aula com muita informação. Por isso é preciso que a escola tenha um suporte tecnológico para atender esse aluno da nova geração e também professores muito mais capacitados”.

    Por isso a formação continuada que o Requião criou precisa voltar com força, segundo ela.

    “Estamos falando do futuro do país, que são nossas crianças. E ele tem essa sensibilidade para cuidar da educação paranaense com o respeito que ela merece”, ressaltou.

    Os agricultores também não ficaram de fora. Airton Celito, beneficiado pelo Fundo de Aval na gestão 2003-2010, afirmou que sente como se “Requião fosse da família”.

    “O que ele fez pela gente, com o Fundo de Aval, não dá pra esquecer, é coisa de irmão. Tenho gratidão mesmo, por ele ter dado essa força, por ter pensado na gente e com esse apoio termos conseguido ganhar um dinheirinho a mais na lavoura e sustentar melhor a casa, os filhos, dar estudo”, avaliou.

    Reta final – Ari Stroher, ex-prefeito de Mandaguari, pediu um esforço extra dos militantes na reta final da campanha.

    “Com muita força, conquistando mais um voto aqui, outro ali, conversando com os parentes, amigos e vizinhos, nós vamos chegar na vitória do povo que precisa de apoio de um governo sério, que é sensível aos problemas das cidades menores. Juntos vamos com garra colocar o Requião no governo de novo”, afirmou.

    Requião agradeceu o apoio, criticou o atual “desgoverno” enfrentado pelos paranaenses e prometeu uma gestão austera, além da volta dos programas sociais.

    “As Clínicas de Saúde da Mulher e da Criança foram desativadas, os hospitais estão abandonados. Nos presídios, dominados pelo PCC, falta até sabonete. As viaturas da Polícia não têm gasolina. Dizem que não tem dinheiro, mas o povo está sendo tungado com os aumentos da luz e da água. Isso só serve aos financiadores de campanha, não ao povo. Vamos acabar com essa bagunça”, ressaltou.

    (Assessoria de Imprensa / Marcos Martins)

    Publicado por jagostinho @ 13:06



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • leovir glitess batista Disse:

    Já ganhou!!!!!! nosso estado foi palco de um recorde do Guiness com 5 rebeliões em presídios com decapitações ao vivo e a cores em nível internacional. E o jovem e belo governador diz que é armação antes da eleição ou seja joga a culpa nos adversários. Só que quando Requião assumiu no último governo acumulou o cargo de secretário de segurança por 4 meses por saber que é uma pasta de alto risco, e após tomar ciência da situação colocou o secretário. E o Beto o que fez? nomeou para secretário de segurança um médico oculista, homem de visão; isso é um descaso com a segurança dos agentes penitenciários que estão sendo decapitados e com a população do estado. m

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.