Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 11set

    G1 – PR

    industria_prA quantidade de profissionais empregados nas indústrias paranaenses caiu 5,6% em julho deste ano, quando comparada com o mesmo mês do ano anterior.

    A pesquisa divulgada nesta quarta-feira (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que a área de máquinas e aparelhos eletrônicos e de comunicação, bem como de indústria de transformação, vestuário e meio de transporte contribuíram significativamente para a redução dos empregos no setor fabril.

    O desempenho do Paraná foi pior do que a média nacional, que apontou retração de 3,6% nos postos de trabalho.

    Nas 14 regiões pesquisadas, houve redução no emprego industrial. Já na comparação com junho deste ano, a redução brasileira foi de 0,7% – a quarta taxa negativa seguida.

    De volta ao cenário paranaense, o IBGE informou que o número de pessoas que trabalhavam nas indústrias de máquinas e aparelhos eletrônicos e de comunicação caiu 36,5% em relação a julho de 2013.

    No segmento da indústria de transformação, a retração foi de 13,8%. A pesquisa destaca ainda a queda nos postos de trabalho do setor de vestuário, 11,1%, e de meios de transporte, 6,7%.

    No acumulado destes sete meses de 2014, o emprego na indústria paranaense caiu 3,9%, sendo o terceiro mais significativo entre os estados pesquisados.

    Número de horas pagas

    O levantamento traz ainda o número de horas pagas pela indústria no mês de julho. O Paraná registrou redução de 7%, em consequência, de acordo com o IBGE, do recuo de 44,2% no número de horas pagas.

    Na indústria de transformação, a redução foi de 15,8%; vestuário, 11,4%; meios de transporte 9,2%.

    No acumulado de janeiro a julho, a quantidade de horas pagas caiu 5,1%.

    “Vale destacar que o comportamento predominantemente negativo do emprego industrial e do número de horas pagas ao longo de 2014 reflete, especialmente, a diminuição de ritmo que marca a produção industrial desde o último trimestre de 2013”, avaliam os técnicos do IBGE.

    Folha de pagamento

    A folha de pagamento reduziu 3,4% no Paraná em relação a julho do ano passado.  Apenas no setor de aparelhos eletrônicos e de comunicação, a retração foi de 45,4%.

    Além disso, nas indústrias de refino de petróleo e de produção de álcool a diminuição foi 30,2%. Já nas indústrias de transformação, 10,3%.

    Publicado por jagostinho @ 13:49



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.