Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 08set

    ASSESSORIA REQUIÃO15

    Propaganda tucana diz que candidato à reeleição está “bem à frente” na pesquisa, quando na verdade há empate técnico

    REQUIÃOO candidato à reeleição Beto Richa foi condenado pela Justiça Eleitoral por tentar enganar o eleitor sobre o resultado da pesquisa eleitoral Datafolha.

    Richa perdeu 46 segundos do seu programa de TV na tarde de hoje por induzir o eleitor ao erro quando mencionou que estaria “bem à frente” do candidato Roberto Requião nas intenções de votos.

    Na propaganda, Richa cita a pesquisa do Instituto Datafolha em que aparece com 39% das intenções de voto, apenas seis pontos percentuais à frente de Requião, que tem com 33%.

    De acordo com a decisão do TRE, “a propaganda do PSDB induziu o telespectador a pensar que Richa venceria no primeiro turno em função da desproporção dos gráficos apresentados, ignorando o empate técnico pela margem de erro de 3% para mais ou menos”.

    “Está clara a dissonância do resultado gráfico apresentado, quando comparado ao gráfico que seria resultante da correta aplicação dos dados obtidos pela pesquisa Datafolha”, considerou o juiz Lourival Pedro Chemim em sua decisão.  

    PESQUISA IBOPE SOB SUSPEITA

    Outra polêmica com relação à pesquisa eleitoral no Paraná envolve o governo Beto Richa e o Ibope.

    No último dia 28 de agosto, Requião encaminhou pedido de providências ao Procurador de Justiça do Estado do Paraná, Gilberto Giacóia, para que ele determine diligências a fim de esclarecer os termos do contrato entre o Instituto Brasileiro de Opinião, Pesquisa e Estatística (Ibope) e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), empresa que tem o Governo do Estado como acionista majoritário.

    Segundo registros do Portal da Transparência, o Ibope tem um contrato vigente com o atual governo Beto Richa no valor de R$ 4.631.040,00, via Celepar, por dois anos.

    O contrato inicial passou a valer no dia 8 de abril de 2013 com prazo de um ano. O valor foi de R$ 2.315.520,00.

    No entanto, ainda está vigente pelo mesmo valor, o que pode significar que foi prorrogado por mais um ano. Até o mês de maio último, o governo Richa pagou ao instituto o valor R$ 2.741.440,00.

    “Pedimos que sejam investigados de que forma foi licitado o contrato, qual a finalidade dele, que tipo de serviço o instituto presta ao estado do Paraná e, principalmente, qual a idoneidade do instituto para realizar pesquisas de intenção de voto.

    Até porque aqui no Paraná o Ibope tem um patrão, que é o Beto Richa, que paga mais de R$ 300 mil por mês ao instituto”, afirmou Luiz Fernando Delazari, advogado da Coligação Paraná com Governo.

    A pesquisa Ibope foi colocada em suspeição por apresentar, no último dia 25, ampla vantagem ao atual governador, candidato à reeleição, um resultado muito diferente do apresentado em outra pesquisa, do instituto Datafolha, que apontou uma semana antes empate técnico entre os candidatos Beto Richa e Roberto Requião.

     (Assessoria de Imprensa/Eduardo Mira)

    Publicado por jagostinho @ 17:39



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.