Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07set

                                                                                                                                   PRESTANDO CONTAS

    Do G1 PR

    A Justiça Eleitoral divulgou neste sábado (6) a segunda prestação parcial de contas dos candidatos que concorrem às eleições de 2014.
    No Paraná, somente dois candidatos ao governo do estado, dos oito concorrentes, não registraram receitas e despesas: Geonisio Marinho (PRTB) e Rodrigo Tomazini (PSTU).
    A segunda parcial deveria ter sido entregue entre os dias 28 de agosto e 2 de setembro. Após esta etapa, resta apenas a prestação final, que ocorre após as eleições.

    Entre os candidatos ao Governo do Paraná, o maior valor arrecadado é de Beto Richa (PSDB), que concorre à reeleição.

    O total de receita declarado por ele foi de R$ 4.294.104,47.

    Já entre os candidatos ao Senado, pelo Paraná, a maior arrecadação é do candidato do PMDB, Marcelo Almeida, no valor de R$ 2.237.810,89.

    A prestação de contas do candidato Geonisio Marinho, do PRTB, foi entregue sem lançamentos de receitas.

    O candidato do PSTU, Rodrigo Tomazini, também entregou a prestação de contas sem lançamentos de receitas.

    Na primeira parcial da prestação de contas, divulgada no dia 6 de agosto, apenas dois candidatos ao Governo do Paraná haviam registrado as declarações.

    À época, os candidatos  Gleisi Hoffmann (PT) e Requião (PMDB) declararam ter arrecadado, juntos, quase R$ 3 milhões.

    Confira os principais doadores, o total de receitas e o total de despesas dos candidatos:

    Governo

    Ogier Buchi (PRP)
    O candidato ao Governo do Paraná pelo PRP, Ogier Buchi, declarou um total de receitas de R$ 9.833,33. Deste total, apenas R$ 500,00 é doação do próprio candidato – o restante vem de outros três doadores, sendo duas pessoas físicas e uma jurídica. O total de despesas de Ogier Buchi foi de R$ 9.601,83.

    Bernardo Pilotto (PSOL)
    Na prestação de contas do candidato Bernardo Pilotto, do PSOL, consta um total de receitas de R$ 2.970,00. Além das doações feitas pelo próprio Pilotto, outras seis pessoas contribuíram para a campanha do candidato do PSOL. As despesas de Pilotto somaram R$ 817,40.

    Beto Richa (PSDB)
    Na declaração do candidato à reeleição no Paraná, Beto Richa (PSDB), há um total de receitas no valor de R$ 4.294.104,47.

    Entre as doações mais relevantes, estão três de R$ 500 mil – duas delas,  feitas pelo Moinho Iguaçu Agroindustrial Ltda e uma pela Direção Nacional do partido.

    As dezenas de doadores da campanha de Beto Richa se dividem entre pessoas físicas e jurídicas. O total de despesas de Beto Richa foi de R$ 3.563.202,87.

    Gleisi Hoffmann (PT)
    A candidata do PT, Gleisi Hoffmann, declarou à Justiça Eleitoral que arrecadou um total de R$ 3.456.806,00.

    Sete doações foram feitas pela Direção Nacional do PT, sendo as duas maiores no valor de R$ 950.000,00.

    A terceira maior doação foi de R$ 500.000,00 por parte da Construtora Triunfo S/A. As depesas da candidata do PT totalizaram R$ 6.303.950,00.

    Requião (PMDB)
    O total de receitas declarado pelo candidato Requião (PMDB) é de R$ 1.535.895,86. As maiores doações foram feitas pela Distribuidora de Pneus Barra Funda Ltda nos seguintes valores: R$ 250.000,00; R$ 200.000,00; R$ 130.000,00; R$ 200.000,00 e R$ 200.000,00 – totalizando R$ 980.000,00.

    Já a Direção Nacional do partido fez duas doações nos valores de R$ 90.000,00 e R$ 60.000,00. O total de despesas de Requião foi de R$ 1.749.828,33.

    Tulio Bandeira (PTC)
    A prestação de contas do candidato do PTC, Tulio Bandeira, foi declarada no valor de R$ 5.000,00 – quantia doada pelo próprio candidato. O valor apresentado nas despesas do candidato na prestação de contas foi de R$ 4.000,00.

    Senado

    Adilson Senador da Família (PRTB)
    Adilson Senador da Família, do PRTB, não entregou a prestação de contas à Justiça Eleitoral.

    Alvaro Dias (PSDB)
    O candidato tucano ao Senado, Alvaro Dias, declarou à Justiça Eleitoral que arrecadou R$ 996.810,73. As três maiores doações são da Direção Estadual/Distrital do partido: R$ 150.000,00; R$ 200.000,00 e R$ 250.000,00.

    Depois delas, o maior valor de doação é de R$ 165.566,00, cujo doador foi Joel Malucelli. O total de despesas de Alvaro Dias foi de R$ 708.504,34.

    Castagna (PSTU)
    A prestação de contas candidato do PSTU ao Senado, Castagna, foi entregue sem lançamentos de receitas. 

    Professor Piva (PSOL)
    A prestação de contas foi entregue sem lançamentos de receitas do Professor Piva, do PSOL, também foi entregue sem lançamento de receitas.

    Marcelo Almeida (PMDB)
    O candidato a senador pelo PMDB, Marcelo Almeida, declarou um total de receitas R$ 2.237.810,89 na sua prestação de contas.

    Todos os valores foram doados à campanha pelo próprio candidato.

    Há ainda o valor de Rendimentos de aplicações financeiras de R$ 22,39. As despesas de Marcelo Almeida totalizaram R$ 2.418.037,08.

    Mauri Viana (PRP)
    A prestação de contas de Mauri Viana, no PRP, foi entregue sem lançamentos de receitas.

    Ricardo Gomyde (PC do B)
    Na declaração do candidato Ricardo Gomyde (PC do B), há um total de receitas no valor de R$ 477.737,52. A grande parte dos valores foi doada pela candidata petista ao Governo do Paraná, Gleisi Hoffman.

    Além dela, há a doação de R$ 9.000,00 de Nadia Mussak, e de R$ 5.220,00 por Zenaide Horst Esteche.

    Já a Direção Estadual/Distrital do partido doou R$ 40.000,00. Ricardo Gomyde declarou que o total de despesas foi de R$ 760.933,89.

    Publicado por jagostinho @ 09:32



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.