Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03set

    GAZETA DO POVO/SHARON ABDALLA

    Foto:- Antônio More/ Gazeta do Povo

    Antônio More/ Gazeta do Povo / Prédios novos no Boa Vista: bairros da região passam por processo de verticalização e aumento da oferta de serviços

    Prédios novos no Boa Vista: bairros da região passam por processo de verticalização e aumento da oferta de serviços

    Depois do sul e do oeste da capital, é a vez da região norte despontar como o novo setor de crescimento imobiliário de Curitiba.

    O grande número de lançamentos verticais e a ampliação na oferta de serviços – com a instalação de grandes redes varejistas e do projeto de um novo shopping –, demonstram que bairros como o Boa Vista, Atuba e Santa Cândida passam por uma nova fase de adensamento populacional.

    Esse processo deve se acelerar ainda mais com a conclusão da Linha Verde Norte, cujos recursos foram incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) do governo federal.

    O vice-presidente de lançamentos e comercialização imobiliária do Sindicato da Habitação e Condomínios do Paraná (Secovi-PR), Luciano Tomazini, explica que é uma tendência a região norte ganhar este foco, por ser a única estrutural que ainda não registrava essa verticalização.

    “A região não estava totalmente parada, mas agora ganhou mais potencial e começa a se desenvolver. Vários terrenos minimamente utilizados há décadas hoje abrigam quatro, cinco torres residenciais”, diz.

    Potencial

    A disponibilidade maior de lotes em comparação a outras localidades é um dos fatores que atrai o investimento das construtoras para a região.

    A Vanguard Home, por exemplo, tem três empreendimentos no norte da cidade, nos bairros Boa Vista, Bacacheri e Tingui.

    O gerente regional da empresa Alvaro Coelho conta que o primeiro deles, o Garden Sevilha, foi lançado em 2009 e teve a entrega das três torres finalizada em janeiro deste ano.

    “Percebemos que havia uma demanda reprimida e clientes potenciais nesta região, uma vez que há muito tempo ela não recebia lançamentos verticais. Pudemos confirmar isso com o lançamento deste empreendimento”, conta.

    Outra empresa que investiu no potencial da região norte foi a PDG. O Village Paraná, em construção no Atuba, foi lançado em 2011 e está com mais de 90% dos seus cerca de 600 apartamentos vendidos.

    O resultado do investimento, na avaliação do gerente regional da PDG em Curitiba, Felipe Sebben, foi muito positivo, tanto que a empresa estuda a possibilidade de adquirir outras áreas nas redondezas.

    “A região norte chama muito a nossa atenção, é um mercado a ser explorado”, diz.

    Mudança de cenário

    O crescimento dos bairros localizados ao Norte da cidade é percebido, também, pelos moradores da região.

    A empresária Neusa Simione, moradora do Bacacheri e proprietária de uma loja de roupas femininas no Boa Vista, diz que nos últimos cinco anos ele foi expressivo, principalmente devido à chegada dos novos condomínios.

    “Eu moro em um prédio de onde tinha vista para a cidade inteira. Hoje, a cidade está sumindo. Antes eu via até a antiga Torre da Telepar, agora vejo apenas prédios vizinhos”, ilustra a atendente Jade Barcelo Munhoz Carta, que trabalha e mora no Boa Vista.

    Publicado por jagostinho @ 19:48



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.