Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27nov

    JUVENTUDE DO PMDB NACIONAL

    alt

     

    A realidade brasileira tem demonstrado cada vez mais uma insatisfação da população com as instituições.

    Ao aprofundarmos o assunto, em qualquer roda de conversa, vemos que cada vez mais a hashtag  #nãomerepresenta faz sentido.

    O sentimento de distanciamento e de impotência relativa às decisões do poder constituído cresce de forma proporcional ao desinteresse dos atores políticos em criar canais de diálogo para entender a demanda social de forma efetiva e de romper dogmas, vícios e “pré-conceitos” que dificultam a oxigenação necessária para a real compreensão da vontade do povo.

    A ausência de posicionamento dos partidos políticos acerca de temas de relevância para a coletividade reforça a ideia que “todos os partidos são iguais”, alimenta o senso comum, confundindo e irritando o eleitor.

    Os detentores do PODER no Brasil não conseguem mais acompanhar o fluxo de necessidades atuais da população, pois estão organizados e pensam a partir da lógica da etapa anterior do desenvolvimento do País.

    O país avançou e o que era necessidade primária antes, hoje já não é mais. A forma de participação popular de antes não responde mais as expectativas da população no contexto atual.

    O modelo está equivocado: representantes e representados precisam reestabelecer seus contatos, suas conexões. Ausente o debate/contato constrói-se o abismo a muitas mãos.

    Uma possibilidade

    O acesso à informação por via tecnológica, em especial a internet, tem se demonstrado um bom canal de troca e compartilhamento.

    Mas, nem todas as ferramentas estão à disposição e isto interfere na criação de diálogos e relações entre atores sociais de todo o país.

    Alguns canais e redes estabelecidas ainda não radicalizaram na democracia para permitir que a pluralidade de ideias possa realmente gerar algo novo.

    Mas isso tudo pode ser somente uma discussão de forma e não de mérito. É preciso resgatar a função social do “governo do povo” ou “poder do povo” (demos “povo”+ kratos “poder ou governo”= democracia) no desenvolvimento de um projeto nacional e popular.

    Se a maioria da população não se sente mais representada pelas atuais instituições, é preciso abrir novos canais de diálogo e formulação para que as instituições (velhas ou novas) possam realmente representar o povo e os seus interesses.

    Os princípios fundamentais desta nova fase

    Nenhuma relação entre diferentes atores sociais, que estão unidos na construção de um projeto de desenvolvimento para o País pode ser feita sem democracia, respeito à pluralidade de ideias e a construção coletiva.

    Precisamos estar abertos a novas formas de atuação política e principalmente ao dinamismo da vida moderna, à velocidade das informações e às transformações sociais decorrentes destas.

    Ousadia, dedicação e persistência não são princípios, mas são combustíveis indispensáveis à nossa luta.

    Obstáculos pelo caminho

    Nosso maior obstáculo interno será o de trabalhar com a mente e o coração abertos as inovações. Outra questão interna a ser superada é não esperar uma solução automatizada ou simplificada.

    Dedicação, esforço e estudo são peças fundamentais nesse processo.

    Nosso obstáculo externo (pelo menos o principal) será o conservadorismo mascarado de tradição (ou experiência) daqueles que não querem que nada mude para não perderem seus privilégios.

    Vamos em frente, temos muito a fazer.

    A luta continua!

     

    “… Amar e mudar as coisas

    Me interessa mais…”

     (Trecho da música “Alucinação” – Belchior)

     

    André Amaral – Paraíba

    Bruno Índio (Bruno Quintino) – Espírito Santo

    Elisiane Silva – Rio Grande do Sul

    Juliana Ivo Costa – Alagoas

    Marcio Carvalho – Brasília

    Rafael Xavier – Paraná

    Publicado por jagostinho @ 18:54



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.