Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26nov

    SITE DO DEPUTADO VENERI

    costeiravA convite do deputado Tadeu Veneri (PT), a representante do Comitê Popular da Copa, Andrea Braga, ocupou a tribuna nesta segunda-feira, 25, para apresentar o dossiê sobre a Copa do Mundo de 2014 e as violações de direitos humanos em Curitiba.

    Braga citou como situação emblemática de violação de direitos a ameaça de remoção das famílias que moram na comunidade Nova Costeira, em São José dos Pinhais, para a construção de uma nova pista do Aeroporto Internacional Afonso Pena.

    São 340 imóveis que seriam desapropriados para dar lugar à obra, sem a garantia de que os direitos de indenização ou remanejamento das famílias para outra área com infraestrutura equivalente sejam respeitados.

    A área foi declarada Zona Especial de Interesse Social pela prefeitura de São José dos Pinhais, em 2004, que instalou os moradores no local. Com base no decreto, foram editados termos de concessão de uso aos moradores.

    Mas o processo de regularização fundiária não foi concluído e, agora, apesar de as famílias terem investido na área, custeando obras de saneamento, pavimentação de ruas, iluminação pública entre outras benfeitorias. A prefeitura apenas denominou as ruas e numerou as casas.

    As famílias sequer foram consultadas sobre o projeto de relocação ou comunicadas sobre o andamento da obra. No ano passado, as famílias relatam que foram apenas procuradas por um representante da Infraero que precisam deixar a área, sem nenhuma outra explicação ou garantia.

    “Nós não invadimos nada. Nós fomos levados para lá pela prefeitura. Pagamos pela urbanização e agora estamos com medo que cheguem e derrubem nossas casas”, disse a moradora Roseli Aparecida Reinaldi, que também expôs o drama das famílias em plenário.

    O Comitê Popular da Copa está tentando abrir um diálogo com governos estadual e federal e a prefeitura municipal de São José dos Pinhais para tentar assegurar os direitos da popul ação.

    “Os moradores têm o direito de titulação. Ou então que se garanta a remoção para um local melhor ou em igual condição de infraestrutura. Agora, a regularização fundiária é fundamental para que as famílias tenham uma indenização justa”, afirmou Braga.

    A representante do Comitê disse ainda que, além da comunidade Nova Costeira, outros agrupamentos do entorno do aeroporto serão afetados, assim como a obra vai gerar impactos na mobilidade urbana da região.

    Publicado por jagostinho @ 18:51



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.