Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 23jun

    Hoje, 23 de Junho, é uma data muito importante para mim e para os que me amam. Dia do meu aniversário. 

    Só que este Junho de 2013 foi muito especial para todos nós brasileiros.

    Afinal, ficará para a história de nosso país como o OUTONO DE 2013, quando o  O GIGANTE BRASIL despertou.

    E, principalmente, os jovens, que nas últimas manifestações, dos caras pintadas, no impedimento de um presidente, Collor, em 1992, muitos nem haviam nascido.

    Para mim é inevitável, neste momento, não voltar à minha memória para meus tempos de Engenharia Química – 1967 a 1971.

    Muitas vezes, ficamos sitiados dentro do Centro Politécnico, ou, em outros momentos, lá não podíamos entrar, pois estava cercado pelas tropas da ditadura.

    Foram tempos duros, colegas que nunca mais vimos, mas a vida seguiu, e confesso que, decepcionado, imaginei não ver mais o que vi nestes últimos dias no Brasil inteiro.

    Estou de alma lavada, mas a luta continua.

    A emoção é maior pois aconteceu num mês especial para mim: Junho, o mês de meu aniversário.

    Já falei muito na minha vida. Até por que radialista fui.

    Então quero deixar duas canções para os que acessam este humilde blog, onde as letras delas expressam o que eu queria dizer hoje:

    Ei-las:-

    ONTEM ENTÃO – CHARLES AZNAVOUR

    ontem, então  eu tinha 20 anos

    eu acariciava o tempo e brincava de vida

    como quem brinca com o amor

    eu vivia de noite

    sem contar meus dias que corriam pelo tempo…

    eu fiz tantos projetos que se dissiparam no ar

    eu fundei tantas esperanças que se desvaneceram

    e agora eu fico perdido sem saber aonde ir…

    os olhos vasculhando o céu

    mas o coração preso à terra

    ontem, então, eu tinha 20 anos

    eu desperdiçava o tempo

    crente que o retinha

    e para retê-lo ou mesmo antecipá~lo

    eu não fiz outra coisa senão correr

    e agora estou ofegante

    ignorando o passado e

    conjeturando sobre o futuro

    eu me antecipava

    tudo conversa fiada

    eu dava opinião sobre o que eu achava bom

    e criticava o mundo com desenvoltura

    ontem , então , eu tinha vinte anos

    mas perdi meu tempo fazendo loucuras

    que no fundo não me deixam nada do que realmente preciso

    exceto algumas rugas na testa e o medo do tédio…

    porque meus amores morreram antes de existir

    meus amigos partiram e não voltarão

    por minha culpa eu fiz um vazio ao meu redor…

    e eu estraguei minha vida e meus jovens anos

    do melhor e do pior, desprezando o melhor

    eu petrifiquei meu sorriso e congelei meus choros

    onde eles estão? por onde andam meus 20 anos ?

    meus 20 anos?

     

    MEU JEITO – FRANK SINATRA

     

    E agora o fim está próximo. Então eu encaro a cortina final.

    Meu amigo, eu vou deixar claro. Exporei o meu caso e dele eu tenho certeza.

    Eu vivi uma vida por inteiro. Viajei por cada e em todas as estradas.

    E mais, muito mais que isso, eu o fiz do meu jeito.

    Arrependimentos eu tive alguns, mas, de novo, tão poucos para mencionar.

    Eu fiz o que tinha que fazer. E eu vi tudo, sem exceção.

    Eu planejei cada caminho do mapa, cada passo, cuidadosamente, no correr do atalho.

    E mais, muito mais que isso, eu fiz do meu jeito.

    Sim, houve momentos, creio que vocês souberam, em que eu mordi mais do que podia mastigar.

    Mas, com tudo isso, quando havia dúvidas eu engoli e cuspi fora.

    Eu segui crescendo a despeito de tudo isso e o fiz do meu jeito.

    Eu amei, ri e chorei. Tive muitas falhas, minha parte de derrotas.

    E agora como as lágrimas descem, eu acho tudo até divertido.

    E pensar que eu fiz tudo, se posso dizer, não de maneira tímida!

    não, não, não, não não, não, não, não não… era o meu jeito !

    E para que é um homem, o que ele tem que conquistar?

    Senão a si mesmo, então ele não tem nada. 

    Para dizer as coisas que ele sente de verdade e não as palavras de alguém que se ajoelha.

    Os registros mostram, eu recebi os golpes, mas fiz do meu jeito. Do meu jeito !

    Publicado por jagostinho @ 08:56



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.