Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 20jun

    Do G1 PR

    Gustavo Fruet anuncia redução na tarifa de ônibus (Foto: Cesar Brustolim/SMCS)
    Gustavo Fruet anuncia redução na tarifa de ônibus (Foto: Cesar Brustolim/SMCS)

     

    O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), anunciou na tarde desta quinta-feira (20) a redução da tarifa do transporte coletivo. A redução de R$ 2,85 para R$ 2,70, equivalente a 5,23%, passa a vigorar a partir de 1º de julho e vale para as linhas da Rede Integrada de Transporte (RIT).

    Além da capital, a RIT é composta por outros 13 municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

    Não houve mudança na tarifa cobrada aos domingos, que continua R$ 1,50.

    A decisão foi anunciada em entrevista coletiva na sede da Prefeitura, e foi tomada após o prefeito receber relatório do presidente da Urbs, Roberto Gregório, com a projeção de recursos extras necessários para a redução, sem interferência no valor da tarifa técnica de R$ 2,99.

    Segundo Fruet, a redução da tarifa representará até fevereiro de 2014, R$ 30 milhões aos cofres públicos. Ele garantiu que não haverá queda de investimentos em outros setores, como saúde e educação, para cobrir este montante.

    Disse também que a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), vinculada a Secretaria Estadula de Desenvolvimento Urbano, deve assumir o transporte metropolitano.

    Para compensar este déficit, o prefeito propôs intensificar a fiscalização da declaração do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) feita pelas empresas de transporte público.

    De acordo com Fruet, há indícios de que a arrecadação pode aumentar. Ele afirmou ainda que irá suspender gastos com publicidade para a Copa do Mundo de 2014 e anunciou que a Câmara Municipal repassou R$ 10 milhões ao Executivo.

    Este recurso seria utilizado para a construção de uma nova sede para o legislativo municipal.

    O prefeito da capital paranaense cobrou uma contrapartida da população.

    Chamou os manifestantes, que organizam as passeatas pela cidade, para participar das discussões sobre a qualidade do transporte público, pediu para que os estudantes utilizem mais os ônibus e que evitem a violência e atos de vandalismo durante os protestos.

    Mudança

    Em entrevistas anteriores, Fruet afirmou que não seria possível baixar o preço da passagem do ônibus, pois o sistema já dava prejuízos mesmo com a tarifa fixa em R$ 2,85.

    Segundo o prefeito, há um “rombo” de R$ 70 milhões no caixa da Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), empresa responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo na capital.

    Outro ponto apontado pelo prefeito como empecilho para a redução é a integração com outros municípios.

    “Se não tivesse a integração, Curitiba poderia cobrar R$ 2,75, mas muitos municípios teriam que cobrar, pelo menos, R$ 4”, argumentou na ocasião.

    Publicado por jagostinho @ 17:42



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.