Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 10jun

    gaiola 3

    Era uma vez… em certo reino, como em tantos outros, havia coisas estranhas acontecendo a toda hora. Mas, a plebe ignara, tadinha, como sempre, de nada sabia e achava que tudo estava às mil maravilhas.

    REINO DA LUZ era o seu nome. Com uma natureza generosa e tido como o de paragens mais vistosas se comparado aos outros mais próximos dele.

    Para manter a tradição monárquica, pois era um reino, havia uma rainha. 

    Afinal, o faz de conta ali, também, existia. Rainha Guiga Frutuosa era seu nome.

    Sua mãe, no século passado, já tinha sido rainha do REINO DA LUZ e foi muito popular e muito amada pelos miseráveis das cavernas.

    O apelido da Rainha-Mãe era Bigodaça, pois seus súditos sempre alardearam que, com mulher de bigode, ninguém pode. Nos grotas fundas do reino, choraram muito quando de sua morte.

    Reinou por pouco tempo e depois outra dinastia tomou conta do reino por décadas.

    Finalmente, carregada pelo povo, Guiga Frutuosa, sempre simpática mas muito esperta, aproveitou um momento de desilusão de plebeus e burgueses com os reinados anteriores e, triunfante, com muitas pompas, sentou no trono.

    Aliás, se havia uma coisa que ela adorava, era sentar. Em tudo que estivesse por perto ela já estava sentando.

    Ela era recém-casada, mas nas alcovas mais entranhadas do reino diziam que era um casamento de mentirinha. Os maldosos diziam que a Rainha gostava de uma outra fruta.

    A Rainha tinha uma amiga em quem confiava muito. Seu nome era Sanduba, que, por sinal, foi nomeada primeira-ministra do Reino.

    Sanduba era poderosa. Para variar, como sempre nas monarquias, mandava mais que a Rainha. O máximo que a Rainha conseguiu foi nomear alguns da família e nada mais. Sanduba dava as cartas. 

    Mas, como sempre haverá de ter, invejosos começaram a farejar o porquê Sanduba tinha tantos poderes.

    Era algo além do normal. Muito além. Não havia explicações possíveis para tamanha influência e força. E com isso espumava prepotência e arrogância. Colecionou inúmeros inimigos.

    Sussurava-se que, com certeza, Sanduba tinha uma carta coringa na manga e, por isso, diziam os maledicentes,  extorquia todos os poderes da Rainha.

    E avançava, cada vez mais, com muita sede ao pote. Aí poderia ser seu ponto fraco. Coisa perigosa. E já haveria de ter aprendido, pois exercera a mesma função, no reinado da mãe de Guiga Frutuosa.

    Mas não existe crime perfeito. Alguém sempre abre o bico e enche o bolso de moedas. Judas Iscariotes que o diga. Hoje, é o assunto em bocas malditas de áulicos invejosos.

    Eis que, dia desses, sempre tem um dia, um traidor falou demais e foi desenrolado o fio da meada e veio a primeira descoberta: não era uma carta na manga que Sanduba tinha. Era uma fita obscena, promíscua, guardada num cofre.

    O que continha esta fita? Simples, eram imagens da Rainha Guiga Frutuosa com outras ninfetas, em encontro furtivo, lascivo e por demais pornográfico.

    Fora uma armadilha arquitetada e filmada pela ambiciosa Sanduba. As cenas gravadas eram a garantia de seu poder. Atitude asquerosa mas de grande valia. Coisa de submundo. De porão fétido.

    Então para não se desmoralizar junto aos seus súditos e perante outros reinos, Guiga Frutuosa preferiu ficar dentro do armário, em troca do silêncio de Sanduba que, daí, passou a mandar, mais e mais, no REINO DA LUZ. 

    Até quando? Até conseguirem uma cópia da fita pois nela está, também, sabem quem? – Sanduba, que também adora um armário e, também, tem compulsão pela mesma fruta da Rainha.

    As duas, fora dos armários, estariam expostas à fogueira pública.

    Cópias distribuídas degolariam, numa laminada só, as duas: Guiga Frutuosa e Sanduba.

    Gente poderosa está na parada. Há mil interesses em jogo. A briga é de guilhotina. Estão sendo usadas todas as parafernálias disponíveis. A degola poderá ser em cascata.

    Até porque tudo que acontece no REINO DA LUZ tem repercussão, também, na PROVÍNCIA e até no IMPÉRIO MAGNO. Isto por que, no ano que vem, haverá Recenseamento Geral.

    Estudos, cálculos metafísicos, cabalísticos, magia negra, misturas químicas em caldeiras medievais estão sendo usados para desvendar os mistérios deste reino promíscuo e luxurioso.

    Comenta-se, em cochichos palacianos, que alguém está a ponto de abrir o bico, pois a arca está abarrotada de ouro e prata e esse alguém não gostou da divisão do tesouro e a fita, finalmente, poderá ser revelada.

    Afinal, todo ente tem seu preço. Dizem que será um escândalo que abalará as torres centrais do REINO DA LUZ.

    Até um jacaré de um belo lago do reino ficará de boca mais aberta ainda !

    Dia desses, um fugitivo de uma gaiola das loucas do reino, em plena praça central, bradou:

    “Multipliquem tudo por MENOS UM !!!! “

    E sumiu no horizonte.

    FIM

     

     

     

    Publicado por jagostinho @ 09:27



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.