Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01jun

    PORTAL TERRA/EFE

    Possível localização da Ciudad Blanca, oculta por uma selva espessa na costa do Caribe de Honduras.

    Possível localização da Ciudad Blanca, oculta por uma selva espessa na costa do Caribe de Honduras.

     A Ciudad Blanca é uma lenda da qual muitos falam sem tê-la visto, cujos primeiros vestígios parecem ter sido detectados na espessa selva de Honduras por um grupo de arqueólogos que acreditam poder desvelar os segredos de uma antiga civilização pré-colombiana.

    Tecnologia de ponta como o escâner aéreo mediante laser, bem como o aporte de cientistas hondurenhos e estadunidenses fez possível a detecção, há duas semanas, do que parecem ser os restos dessa legendária cidade sagrada, descrita pela tradição oral indígena e inclusive em algumas resenhas dos conquistadores espanhóis como uma cidade impressionante.

    A Ciudad Blanca, que figura também em textos escolares como um dos lugares enigmáticos de Honduras, acredita-se que está oculta por uma selva espessa formada por imponentes árvores de 75 metros de altura, no setor da Mosquitia, na costa do Caribe de Honduras.

    Um “sistema de detecção aérea de luz e medidas de faixas” permitiu visualizar em um terreno de uns 1.500 quilômetros quadrados “vários rios no interior da selva e uma cidade imensa”, disse em uma entrevista com a Efe o gerente do Instituto Hondurenho de Antropologia e História (IHAH), Virgilio Paredes.

    Pode se tratar, assinalou o funcionário, da “Ciudad Blanca, concebida como as ruínas de uma população pré-colombiana, que está protegida por um impenetrável e úmido bosque tropical”.

    Para determinar com precisão “que cidade ou que cultura viveu” nesse lugar da Mosquitia, em dois meses começará uma exploração com o apoio de universidades e instituições sem fins lucrativos da Espanha, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido.

    A Mosquitia é uma região de grande riqueza natural conformada por lagoas, rios, diferentes tipos de bosques tropicais e que goza de uma das faunas e floras mais diversas do mundo.

    Localizada ao leste de Honduras,é habitada por cinco grupos étnicos: misquitos, tawahka, pech, garífunas e ladinos, e acolhe mais de 200 lugares arqueológicos.

    Precisamente o intrincado e afastado do lugar representa um grandíssimo desafio para os exploradores que pretendem descobrir os segredos que essa selva oculta e encontrar a legendária cidade pré-colombiana.

    Avançar um quilômetro nessas condições poderia levar anos, assegurou Paredes, depois de destacar que na Ciudad Blanca “o homem não pôs o pé” há séculos.

    O projeto de localizar e identificar essa cidade começou há dois anos precisou o servidor público, e acrescentou que o Governo do presidente hondurenho, Porfirio Lobo, criará uma fundação com fins de investigação para empreender a preservação do lugar.

    O arqueólogo estadunidense Steve Helkins, quem dirigiu a primeira parte da investigação, disse ao apresentar seus resultados a Lobo, no passado dia 15, que em La Mosquitia acharam vestígios de uma “cidade de grande magnitude”, e que sua descoberta poderia ser “a mais importante do século XXI”.

    Lobo expressou então que a descoberta “deve ser tomada com prudência”, para que em um futuro “seja revelado em sua totalidade e com certeza à comunidade internacional”.

    Algumas publicações dão conta de que o conquistador espanhol Hernán Cortes fez referência à Ciudad Blanca em 1526, em uma carta que enviou ao rei Carlos V na qual dizia ter sido informado sobre uma grande cidade, comparável como magnífica com Tenochtitlán, no México.

    Segundo os dados recolhidos por diferentes fontes, os indígenas denominavam esse lugar como Xucutaco (em Nahuat) e Hueitapalan (em maya), e Cortés renunciou a ir devido ao fato de a selva ser impenetrável.

    Acredita-se que a Ciudad Blanca foi abandonada por seus habitantes para mediados do século XVI, sem que se saiba com certeza as razões.

    Em 1544, segundo alguns escritos, o bispo espanhol Cristóbal de Pedraza assegurou ter atravessado a selva da Mosquitia e chegado a uma montanha de onde podia contemplar uma cidade indígena impressionante.

    Outras publicações indicam que o lugar esteve no esquecimento até 1939, quando o estadunidense Teodore Morde assegurou ter estado na Ciudad Blanca, da qual tomou evidências, no entanto não deu a localização temendo que fosse invadida por saqueadores de tesouros.

    Publicado por jagostinho @ 18:54



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.