Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 25jan

    ELIANEELIANE CANTANHÊDE –  jornalista, é colunista da Folha. É também comentarista do telejornal “Globonews em Pauta”

     

    BRASÍLIA – Dilma é criticada no macro e se defende no micro.

    No macro, seu governo fechou 2012 com o pibinho de 1% e abriu 2013 maquiando números, correndo atrás dos baixos níveis dos reservatórios e segurando o reajuste da gasolina e das tarifas de transportes.

    Afinal, há três anos consecutivos a inflação está fora do centro da meta.

    No micro, como enfatizou Dilma no pronunciamento de quarta, o governo cumpriu a promessa de reduzir a tarifa de energia elétrica, chegou a índices ainda mais camaradas do que os anunciados e ainda antecipou a vigência.

    Além disso, baixou juros, reduziu IPI, desonerou a folha de pagamentos, ampliou o crédito da casa própria. E “não faltou comida na mesa, nem trabalho”.

    O contraste é principalmente político. Quem critica o macro são economistas, analistas e jornalistas que não identificam uma política econômica, e sim um amontoado de medidas pontuais sem rumo.

    E quem se beneficia do micro são os cidadãos ou, em última instância, os eleitores. Se é crucial para a Petrobras e para as empresas estaduais de ônibus praticar preços justos, para os consumidores o que importa é pagar menos.

    Entre a Petrobras e a boa vontade do eleitor, dane-se a Petrobras.

    Na maior parte do pronunciamento, a presidente falou como ex-ministra de Minas e Energia ferida em seus brios com as brincadeiras de mau gosto de são Pedro. No resto, a presidente e ex-ministra falou mesmo foi como candidata à reeleição.

    Dilma saiu da defesa e partiu para o ataque. Vangloriando-se de ser do “time vencedor”, disse que “aqueles que são sempre do contra estão ficando para trás”, desdenhou os que trabalham para “desunir ou destruir” e conclamou os brasileiros a colocar “nossa fé no Brasil acima dos interesses políticos ou pessoais”.

    O pronunciamento foi na quarta e hoje ela estará com Lula. O recado para a oposição, para a imprensa e para parte da indústria não terá sido também para Lula e lulistas?



    Publicado por jagostinho @ 16:49



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • Jacob Mazalotti Cardoso Disse:

    Prezado Jota Agostinho, Eliane “tucanede”, faz parte da PIG, na Folha de Paulo. portado não devemos NEM ler o que ela escreve…!É perdermos nosso valioso tempo…!

  • jagostinho Disse:

    Prezado Jacob

    Lê quem quer. E democracia é isso. Não seja fantoche de ninguém. Vc tem personalidade. Exerça seus direitos. Eles são seus. Ninguém lhes deu. Se quiser me incluir na sigla PIG fique a vontade, mas vou colocar matérias abordem os dois lados. Não tenho partido. Tenho amigos.

    Saúde e paz.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.