Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 22jan
                                                                                                                                            PASSARELA SEM SAÍDA

    Uma passarela que liga a Rua Francisco Derosso até um centro poliesportivo, o bairro Xaxim, em Curitiba, foi construída em uma rua sem saída.

    A prefeitura informou que a obra, que custou quase R$ 800 mil, foi um pedido do ex-vereador João Cláudio Derroso atendido pelo ex-prefeito Luciano Ducci.

    O centro poliesportivo, que tem uma ginásio coberto, foi inaugurado no fim de 2012 e será utilizado pela comunidade, porém, ele ainda não começou a funcionar.

    O atual presidente do Ippuc, Sérgio Pires, explicou que existem critérios para colocar qualquer passarela na cidade. “A gente tem que falar em números de pessoas que vão atravessar [a passarela], questões ligadas à segurança e qual tipo de tráfego vai existir”, disse.

    Ele também afirmou que não há nenhum critério técnico que justifique a obra. “Foi colocado o carro diante dos bois. Pode ser que passarela não fosse necessária em um futuro próximo”, finalizou.

    Em nota, a assessoria de imprensa de Ducci disse que existe um desnível de quase quatro metros entre o terreno da escola e o ginásio de esportes.

    De acordo com a nota, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) fez um estudo detalhado e optou pela passarela para resolver o problema de forma definitiva, já que existe previsão de abertura de uma rua sob a passarela, que atende de forma segura os alunos e a população da região.

    Ainda conforme a nota da assessoria de imprensa do ex-prefeito, se uma rampa de cimento tivesse sido construída, precisaria ser demolida com a abertura da rua.

    O ex-vereador João Cláudio Derosso disse ao G1 que existe o projeto da construção de uma rua paralela à Rua Francisco Derosso, que vai da Rua Waldemar Loureiro Campos até a Linha Verde.

    “Foi discutido na época em que a secretária de educação municipal era a Eleonora Fruet [irmã do atual prefeito Gustavo Fruet]. A ideia da passarela era para que as crianças da escola não atravessem a rápida [que ainda não foi construída]. Espero que o Gustavo [Fruet] termine o projeto e, assim, evite que as pessoas cruzem e sejam atropeladas”.

    FONTE:- G1-PR



    Publicado por jagostinho @ 15:03



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Fernando Correa Martins Disse:

    Seu Jota, bom dia.

    Vendo o histórico do ex-prefeito, até com sua entrega de dinheiro público para obra privada, é só mais uma pisada de bola e uma afronta ao cidadão curitibano que paga impostos. O mal uso de dinheiro público é sua marca. Ainda bem que foi chutado da prefeitura e espero que para bem longe.

    Quanto ao ex-vereador… Sem comentários. Dupla do barulho.

    Abs e SAV

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.