Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21jan

    UOL NA COPA DO MUNDO

    Quartos do Hotel Gallant antes e depois da reforma: do motel (dir.) ao hotel (esq.)

    • Quartos do Hotel Gallant antes e depois da reforma: do motel (dir.) ao hotel (esq.)

    A Prefeitura do Rio de Janeiro prometeu transformar a cidade com a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.

    A quatro anos para o final Jogos Olimpícos, ainda não é possível saber se a promessa será cumprida. O que já se sabe, porém, é que os grandes eventos esportivos vão transformar muitos motéis cariocas.

    De olho na Copa e na Olimpíada, donos de empreendimentos voltados ao pernoite de casais estão reformando seus negócios para atender turistas.

    De acordo com a ABIH-RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Rio de Janeiro), cerca de um terço dos motéis do Rio já terão sido convertidos em hotéis até 2016.

    Antônio Cerqueira é vice-presidente da entidade. Segundo ele, hoje, o Rio tem 182 motéis em áreas urbanas, ou seja, motéis que não ficam em estradas ou rodovias.

    Desses, cerca de 60 devem passar por reformas para se adequarem à nova demanda turística carioca.

    “A Copa e a Olimpíada vão trazer muita gente”, disse Cerqueira. “Os donos de motéis enxergaram uma oportunidade e podem ajudar a cidade. O Rio precisa de vagas para abrigar os turistas. Os motéis convertidos podem receber até 14 mil pessoas.”

    A ABIH-RJ, atualmente, negocia com a prefeitura alguns incentivos fiscais para a conversão de motéis. O Rio já dá descontos em impostos para a construção ou ampliação de hotéis. Empresários querem que esse incentivo seja estendido aos motéis reformados.

    Independentemente do apoio municipal, porém, obras já começaram em alguns motéis da cidade.  O motel Gallant, na região central do Rio, por exemplo, já tem hoje 60% dos seus 119 apartamentos transformados em quartos de hotel.

    Neles, saíram os espelhos, as banheiras e as camas redondas. Entraram o acesso à internet e as camas de solteiros. 

    “Não é que o motel seja um mau negócio, mas percebemos uma demanda muito grande de turistas. Isso deve aumentar”, explicou Sérgio Henrique de Oliveira, um dos sócios do Gallant, que atualmente também já pode ser chamado de hotel.

    A conversão do Gallant começou há cerca de um ano. Ela foi iniciada depois que Sérgio e seus sócios finalizaram a reforma do motel Ebony, que foi completamente modificado e mudou até de nome. Virou Hotel Diamond.

    Segundo Sergio, o Gallant estará totalmente convertido em hotel no final de 2013. “Para a Copa do Mundo, estaremos 100% prontos. Esperamos os turistas.”



    Publicado por jagostinho @ 17:27



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.