Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 12jan

    SMCS

    FRUET LINHA VERDESeguindo a série de visitas a equipamentos e obras da Prefeitura, o prefeito Gustavo Fruet esteve na Linha Verde Norte na manhã desta sexta-feira (11). 

    Acompanhado do secretário de Obras Públicas, Sérgio Luíz Antoniasse, técnicos e engenheiros da Prefeitura e da empresa contratada, o prefeito vistoriou alguns pontos da obra – no trecho entre os bairros Jardim Botânico e o Tarumã.

    Fruet disse que a principal preocupação, no momento, é não interromper as obras, que estão previstas para ser concluídas em junho deste ano.

    Até o momento, 72% do previsto já foram executados. Ele ressaltou, porém, que há necessidade de rever alguns projetos, que apresentam problemas.

    “Será preciso melhorar a qualidade dos projetos. Algumas obras foram mal planejadas, o que gera aditivos no contrato e custos para município”, disse.

    Durante a sua passagem pelo local, Gustavo Fruet foi abordado por moradores, que fizeram pedidos de retificações em alguns pontos da avenida que irá cruzar seis bairros  (Jardim Botânico, Jardim das Américas, Cajuru, Cristo Rei, Capão da Imbuia e Tarumã).

    O prefeito percorreu trechos localizados na Rua Agamenon Magalhães, no bairro Capão da Imbuia e vistoriou a trincheira que está sendo construída naquela área.

    Em seguida, se dirigiu ao viaduto que cruza da Avenida Affonso Camargo, que está sendo duplicado.

    As obras neste local ficaram paralisadas por seis meses, devido a uma pendência com a empresa ferroviária América Latina Logística (ALL), cuja linha férrea passa debaixo do viaduto.

    “A gestão anterior iniciou as obras sem avisar a ALL, que não permitiu a continuidade dos trabalhos”, informa Nei Celso Boff, superintendente de Implantação de Obras Urbanas da Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP).

    O investimento na Linha Verde Norte é de R$ 51,8 milhões, com recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

    Segundo dados da Secretaria de Obras, com aditivos no contrato, causados por falhas de projeto, o custo final da obra sobe para R$ 63 milhões.

    Atualmente estão sendo construídas a trincheira na Rua Agamenon Magalhães, a canaleta central, obras de drenagem e a construção das pistas marginais.

     



    Publicado por jagostinho @ 09:38



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.