Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 17dez

    GAZETA DO POVO/ NÍCOLAS FRANÇA, ENVIADO ESPECIAL

    Foto:- Marcelo Andrade, enviado especial/ Gazeta do Povo

    Marcelo Andrade, enviado especial/ Gazeta do Povo / A presidente Dilma Rousseff deu o pontapé inicial na abertura do Castelão

    A presidente Dilma Rousseff deu o pontapé inicial na abertura do Castelão

    Ali do lado o novo estádio, moderno e bonito. Fora, milhares de cearenses. Sob os argumentos de preservação e segurança, a festa popular de entrega do Castelão – primeiro campo inaugurado para a Copa do Mundo de 2014 – foi realizada neste domingo (16) em frente a um palco colado ao revestimento espelhado da construção de R$ 518,6 milhões.

    “Rapaz, cadê o respeito pelo público? Só tem direito a um telão. Se eu soubesse, não tinha vindo, não”, reclamava um fortalezense enquanto a presidente Dilma Rousseff fazia uma visita privada às instalações do estádio e ao gramado acompanhada por dezenas de políticos locais e nacionais – movimentos mostrados a quem estava do lado de fora por telões.

    O senhor indignado deixava o estádio na contramão de centenas que ainda chegavam para ouvir Dilma e ver o show do cantor cearense Raimundo Fagner.

    A maioria com um estado de espírito diferente. “Gente, não é que ficou bonito mesmo?”, comentava uma moça.

    Apesar de todos os problemas em volta – as ruas que circundam o terreno do Castelão estão em obras, com valetas, muita areia e trânsito caótico –, a maioria que foi à inauguração queria festa.

    Nem de longe a popularidade de Dilma ficou abalada pela separação inicial do povo. Após a visita privativa, sua subida ao palco externo foi saudada como um gol e seu nome repetido em coro algumas vezes.

    “Muitos diziam que não seríamos capazes de entregar um estádio com essa qualidade”, bradou a presidente para delírio da plateia.

    A liberação dos portões para visitação popular estava programada para após os discursos políticos. Mas a pressão do lado de fora fez com que a polícia cedesse um pouco antes.

     



    Publicado por jagostinho @ 11:17



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.