Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 12dez

    FOLHA.COM

    Após novas denúncias do empresário Marcos Valério sobre o mensalão, a orientação da presidente Dilma Rousseff é para que o governo federal defenda o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com veemência.

    No Palácio do Planalto, Dilma coordenou uma operação de defesa que envolve de ministros a governadores aliados.

    Ela inclusive telefonou para o governador Jaques Wagner (PT-BA) e pediu que ele conversasse com colegas de outros Estados.

     

      Ricardo Stuckert/Divulgação/Instituto Lula  
    Dilma e Lula em evento em Paris nesta terça-feira
    Dilma e Lula em evento em Paris nesta terça-feira

     

    Segundo reportagem de “O Estado de S. Paulo”, Valério disse, em depoimento dado em setembro, que foi responsável por pagar despesas pessoais do ex-presidente em 2003, por meio de depósitos na conta de uma empresa de Freud Godoy, ex-assessor particular de Lula.

    O empresário também afirmou que Lula deu aval, pessoalmente, aos empréstimos usados para abastecer o esquema do mensalão.

    Em Paris, a presidente falou sobre o assunto com Lula antes de fazer uma defesa pública de seu mentor. O recado presidencial, segundo assessores, foi mostrar que ela não perde a confiança em seu antecessor e jamais irá romper com ele.

    Além disso, parlamentares da base aliada foram orientados por Dilma a sair a campo.

    José Sarney (PMDB-AP) defendeu de maneira contundente o ex-presidente: “É uma profunda inverdade. A pessoa que disse não tem autoridade para falar mal do presidente Lula, que é um patrimônio da história deste país”.

    Marco Maia, petista presidente da Câmara, disse que a fala de Marcos Valério não merece crédito.

    É essa a orientação do PT em relação ao publicitário: desqualificar suas declarações, destacando que fazem parte de um “ato de desespero” de alguém que acabou de ser condenado a mais de 40 anos de prisão.

    LULA

    Também em Paris, onde participa de encontro com o presidente francês François Hollande, Lula classificou como mentirosas as afirmações do empresário Marcos Valério à Procuradoria-Geral da República.

    “Isso é mentira”, disse Lula na saída do primeiro dia de seminário organizado por seu instituto e a Fondation Jean-Jaurès, ligada ao Partido Socialista francês, em Paris.



    Publicado por jagostinho @ 09:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.