Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26ago

    RADAR ON-LINE/LAURO JARDIM/VEJA.COM

     

    Armadilhas para Cavendish

    Cavendish vai ter trabalho

     

    O STF ainda não decidiu se irá acatar o pedido de Fernando Cavendish para não comparecer à CPI mista do Cachoeira, mas o fato é que o dono da Delta já deve ir rezando para que Cezar Peluso seja bonzinho.

    Se o STF decidir que Cavendish deve ir ao encontro dos deputados e senadores, a coisa não será tranquila.

    Cientes de que o empreiteiro terá o benefício do silêncio durante o depoimento, o grupo de pelo menos dez parlamentares preparou uma estratégia para fazer com que Cavendish escute poucas e boas na CPI.

    Eis o plano: logo após Cavendish sentar na cadeira elétrica da CPI, os parlamentares irão encher Vital do Rêgo de pedidos de questão de ordem. Vital então deverá conceder a fala a cada integrante da CPI, antes de iniciar o interrogatório de Cavendish.

    No lugar de fazer as ponderações de sempre, cada parlamentar irá apresentar a Odair Cunha sugestões de perguntas que o relator poderá fazer ao empreiteiro.

    Desse jeito, quando for autorizado a falar (para comunicar que ficará em silêncio), Cavendish já terá escutado poucas e boas dos parlamentares.

     

    O efeito da greve

    O apoio que tira votos?

     

    Essa onda de greves na máquina federal acabou por detonar o filme dos candidatos petistas com capital eleitoral no funcionalismo público.

    A situação anda tão feia que tem até candidato a vereador (em Florianópolis, por exemplo) agradecendo, mas recusando o apoio dos ministros deDilma Rousseff na campanha.

     

    Volta por cima

    Agora é oficial

     

    Marcelo Neri, cuja nomeação para a presidir o Ipea saiu hoje no Diário Oficial, está na verdade fazendo um caminho de volta – de volta por cima.

    Nos anos FHC, Neri era um feliz (e competente) pesquisador do Ipea quando coordenou e publicou uma pesquisa mostrando o Maranhão na rabeira de vários indicadores sociais. José Sarney não gostou.

    Pediu e levou a cabeça de Neri, que acabou na FGV/RJ onde seguiu uma carreira vitoriosa de pesquisador. Uma década se passou e Neri volta ao Ipea como presidente. Já o Maranhão…

     

    O circo vai pegar fogo

    Disputa interna

     

    Pedro Taques e José Antônio Reguffe vão propor mudanças no estatuto do PDT no próximo congresso do partido. São duas as principais alterações.

    Querem o fim da reeleição para o comando do PDT e a proibição do acúmulo de presidências em diretórios do partido.

    É o caso de Carlos Lupi, presidente do PDT nacional e dos diretórios estadual e metropolitano do partido no Rio de Janeiro.

     

    Contraponto floreado

    Pela absolvição

     

    Ricardo Lewandowski abusou das frases de efeito para fazer seu contraponto ao voto de Joaquim Barbosa.

    Termos como “não faz o menor sentido para mim”, “ficou provado de forma irrefutável (que não houve crime)” e até mesmo um “parece fantasmagórico (o delito)” foram frequentes.

    Barbosa, por sua vez, garante que vai mostrar o sentido, a prova e espantar os fantasmas na segunda-feira.

    Publicado por jagostinho @ 15:03



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.