Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16maio

    ASSESSORIA DE IMPRENSA/RONILDO PIMENTEL

    Os deputados Anibelli Neto e Caíto Quintana, junto com o escritor Nivaldo Krüger, no lançamento do livro "A Primeira República das Américas" Foto: Ronildo Pimentel

    O ex-prefeito de Guarapuava e ex-senador Nivaldo Krüger apresentou, nesta segunda-feira (14) na Assembleia Legislativa, seu mais novo livro “A Primeira República das Américas”. Durante o ato, proposto pelo líder do PMDB, deputado Caíto Quintana, parlamentares peemedebistas prestaram homenagens a Krüger, militante
    histórico do partido.

    “A Primeira República das Américas” é um trabalho de anos de pesquisas com mais de 300 páginas de textos e mapas, onde o autor traça um novo olhar sobre a história paranaense, a partir da ocupação dos jesuítas, no decorrer de cinco séculos de ações missionárias.

    Segundo Krüger, é um livro geopolítico que mostra como nasceram e se extinguiram cinco grandes utopias, entre elas a primeira República Teocrática Guarani.

    O livro ganhará uma versão em Espanhol com a aprovação do projeto (Lei Rouanet), pelo Ministério da Cultura.

    Trajetória

    Nivaldo Kruger, 83 anos, foi vereador e prefeito de Guarapuava, deputado estadual e senador e é autor de outras três obras: “Sudoeste do Paraná Historia de Bravura, Trabalho e Fé”; “Palmas, Paisagem e Memória” e “Guarapuava, Seu território, sua gente, seus caminhos, sua história”.

    Durante a sessão, o deputado Caíto Quintana usou a tribuna para falar da obra e da história do seu autor. “O doutor Nivaldo tem uma contribuição para o Estado do Paraná de suma importância”. Um dos nomes que quando iniciei na política, aprendi a respeitar na distância. Nem o conhecia, mas conhecia a sua importância para a política Paranaense. Seguramente com esse livro ganhará muito mais espaço”, destacou Caíto.

    Abrangência nacional
    Segundo o líder do PMDB, a obra tem uma abrangência nacional por tratar da constituição da América Latina, “as povoações, indígenas e jesuíticas, suas formas de desenvolvimento, seus primeiros governos, organização como sociedade, a regência nas leis, nas administrações”.

    “Este livro é uma contribuição sem dúvida alguma, espetacular. O Paraná tem muito pouco conhecimento da sua história”, disse Caíto. Segundo o deputado, a obra é motivo de orgulho a todos os paranaenses. “É numa contribuição extraordinária, o Paraná receber essa obra que, sem dúvida nenhuma, fará parte de todas as bibliotecas do nosso Estado”, concluiu Caíto.

    Coração da juventude
    O deputado Anibelli Neto (PMDB) também prestou homenagem ao escritor. “‘A Primeira República das Américas’, é uma obra de extrema importância para o Paraná
    como é a história política do autor, que tem um o coração da juventude do nosso
    PMDB”.

    “Tenho certeza que, por muitos e muitos anos, acontecerá e servirá de exemplo não só para nós, mas para muitos jovens que estão querendo entrar na política. Parabéns, meu amigo Nivaldo Krueger”, conclui Neto.

    Redemocratização
    O presidente do PMDB do Paraná, deputado Waldyr Pugliesi, lembrou as lutas ao lado do companheiro de partido Nivaldo Kruger, desde o início da fundação do antigo MDB, pela volta da democracia, dos caminhos trilhados na política em Guarapuava, no Estado e no país.

    “Fomos fundamentais, nós com o MDB, com tantos companheiros e tantas outras siglas para que pudéssemos construir esse regime democrático, que ainda não está finalizado. Porque volta e meia estamos vendo alguns querendo golpear o estado democrático de direito”, afirmou.

    Pugliesi disse ainda que Nivaldo Kruger empunhou a bandeira da redemocratização, como tantos outros em tantos outros Partidos, também fizeram. Ele lembrou que alguns valores da humanidade são imutáveis, permanentes, não morrem nunca, “e as ideias, têm que prosperar”.

    Levantamento
    “Nós temos em cima do respeito um chão comum que pode ser pisado por nós todos. Portanto, aqui é a Casa do Povo, é aqui que as ideias podem nascer, é aqui que se tem a repercussão do quarteirão, do bairro, dos sítios, das fazendas, tantas delas dessas áreas trilhadas pelo pesquisador Nivaldo Krueger” afirmou Pugliesi.

    O presidente do PMDB concluiu destacando o orgulho em homenagear o escritor. “Essa imensa vida que não cabe nos estreitos limites geográficos da sua tão amada Guarapuava, porque vossa excelência, Nivaldo Kruger, é um patrimônio do povo do Paraná! É um patrimônio da política deste Estado”.

    Publicado por jagostinho @ 19:11



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.