Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15maio

    FOLHA DE SÃO PAULO

    Marcelo Justo/Folhapress
    Muro de contenção que está sendo construído na praia Grande, em Ubatuba
    Muro de contenção que está sendo construído na praia Grande, em Ubatuba

     

    Moradores e turistas da praia de Porto Grande, em São Sebastião, olham o mar bater forte nos muros de contenção.

    Eles se recordam do tempo em que era preciso caminhar na areia por 30 metros antes de mergulhar naquele trecho do litoral.

    Os muros aguentam, mas não diminuem o medo de que o mar engula a comunidade ali, como já ocorreu em praias de toda a costa brasileira.

    Levantamento feito pela Folha com base no estudo “Erosão e Progradação do Litoral Brasileiro” mostra que ao menos 120 praias já foram atingidas pela erosão de forma severa em todo o litoral.

    Nenhum órgão sabe quanto esse número significa em extensão -há cerca de 8.500 km de praias no país. O que se tem certeza é que quase todo o litoral sofre. Na Paraíba, por exemplo, 50% das praias registram erosão.

    Praias badaladas e paradisíacas estão na lista: de Jurerê, Canasvieiras, Santinho e Ingleses, no litoral catarinense, às de Caravelas (BA) e Maragogi (AL), no Nordeste.

    O problema coincide com a constatação de estudiosos de que o nível do mar vem aumentando. Esta é uma das prováveis causas da erosão, mas não necessariamente a principal, segundo o professor da UFRJ Dieter Muehe, que organizou o estudo.

    Para ele, esgotamento de fontes naturais e construções desordenadas que interrompam o fluxo da areia são grandes causadores.

    A partir deste mês, o mar começa a avançar de forma mais agressiva em direção à costa, quando tem início o período de ressacas.

    Segundo o Centro de Hidrografia da Marinha, as costas sul e sudeste são as mais afetadas pelo fenômeno, causado por ciclones extratropicais intensos.

    Na iminência da ressaca e de possíveis erosões, Ubatuba e Caraguatatuba tentam se proteger: muros de contenção são erguidos, respectivamente, nas praias Grande e Massaguaçu.

    Na primeira, a prefeitura está construindo uma mureta de concreto para proteger banhistas e comerciantes. Dois quiosques foram atingidos.

    Publicado por jagostinho @ 16:57



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.