Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 09maio

    ANPr

                                                                                                                      

    O governador Beto Richa e o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, assinaram nesta terça-feira (08/05) convênios que vão beneficiar 8.949 famílias curitibanas com a oferta de moradia e gás natural. Serão investidos R$ 14 milhões do governo estadual na revitalização das residências e na implantação de redes de água, esgoto e energia elétrica.

    “Um importante investimento em habitação que traz cidadania e qualidade de vida para as famílias curitibanas, que segue o exemplo do que ocorre em todos os municípios paranaenses”, disse o governador. Ele destacou as parcerias com a prefeitura de Curitiba nas áreas de saúde, infraestrutura viária e segurança pública.

    Richa explicou que o governo estadual tem um plano de construir 100 mil unidades habitacionais em quatro anos. A meta faz parte do programa Morar Bem Paraná.

    “Vamos atender essas pessoas com moradia digna. Só no primeiro ano conseguimos contratar 27 mil residências. Queremos que o Paraná seja um Estado desenvolvido, mais humano e fraterno e socialmente mais justo”, concluiu o governador.

    Luciano Ducci agradeceu os investimentos do Estado e destacou avanços no plano de urbanização da capital.

    “Temos no governo do Paraná um grande parceiro, que hoje concretiza o sonho de famílias que enfrentam muitas dificuldades. Temos um grande plano de urbanização para a cidade e, com a ajuda do Estado, vamos avançar mais ainda”, disse o prefeito

    HABITAÇÃO – Um dos convênios assinados pelo governador prevê a isenção de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na compra de materiais de construção de 6.028 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. De acordo com o convênio, a Copel irá fornecer o padrão de energia e a Sanepar o cavalete de água para os empreendimentos.

    Richa também autorizou a construção de 899 unidades habitacionais nos bairros do Parolin, Alto Boqueirão, Uberaba, entre outros. A iniciativa do assentamento habitacional faz parte do programa Morar Bem Paraná.

    A parceria entre Estado e o município envolve a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), a Companhia de Habitação de Curitiba (Cohab) e a Caixa Econômica Federal e terá recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Minha Casa, Minha Vida.

    Richa e Ducci assinaram ainda convênio que prevê o repasse de recursos para melhorias habitacionais em 343 unidades residenciais: Vila Beira Rio, Vila Savana, Vila Lorena, Vila Primavera, Ferrovila Guairá, Moradias União Ferroviária, Binário Chile, Vila Icaraí, Vila União Ferroviária, Moradias Terra Santa, Moradias Irati, Moradias Monteiro Lobato.

    O último documento assinado é um termo para conclusão de 2.578 unidades do PAC nos seguintes empreendimentos curitibanos: Moradias Faxinal, Moradias Maringá, Moradias Corbélia, Moradias Ibaiti/Vila Bom Menino, Moradias Arapoti, Moradias Cambará, Vila Prado, Vila Autódromo/Serra do Mar, Vila Bela Vista da Ordem, Ferrovila Minas Gerais, Moradias Ilha do Sol, Vila Nina, Arroio, Moradias Castenheira, Assaí, Moradias Pinhão, Sítio VI, Jandaia, Vila Pantanal, Moradias Nilo, União Ferroviária, Parolin 2009, Vila Parolin e Moradias Profetas.

    GÁS NATURAL – Para oferecer gás natural aos moradores das unidades habitacionais de Curitiba, o governo estadual, por meio da Companhia Paranaense de Gás (Compagas), prevê investir R$ 7 milhões em 2012 na construção de redes de distribuição de gás. Um termo de cooperação para a operação do programa de Incentivo ao Uso do Gás Natural Social foi assinado pelo governador.

    O diretor presidente da Compagas, Luciano Pizzato, afirmou que o objetivo é oferecer uma fonte de energia mais econômica, segura e menos poluente nos conjuntos de habitação popular.

    “Uma parte desse investimento será destinado para ofertar gás natural para as famílias mais carentes. Esse benefício não pode ficar restringido às classes médias e altas da sociedade”, disse o diretor presidente.

    Ele explicou que a operação inicia no mês de setembro com o atendimento de 600 unidades.

    Publicado por jagostinho @ 11:17



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.