Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 05maio

    Altair Francener
    ENFOQUE Comunicação & Eventos

    Reconhecido internacionalmente por suas pesquisas sobre fixação biológica de nitrogênio, Fábio de Oliveira Pedrosa(foto), professor titular do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal do Paraná – UFPR toma posse no próximo dia 8 de maio na Academia Brasileira de Ciências, no Rio de janeiro.  

    Ele foi eleito no final do ano passado em reconhecimento por seu trabalho na área de Ciências Biológicas. O professor Fábio Pedrosa é o sétimo pesquisador do Paraná a integrar o seleto rol da Academia de Ciências.

    Ele é engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Mestre em Bioquímica pela Universidade Federal do Paraná, Doutor (PhD) em Bioquímica pela Universidade de Cornell, nos Estados Unidos e Pós Doutor pela Universidade de Sussex, da Inglaterra.

    Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Bioquímica e Chefe do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFPR, instituição na qual atua há 42 anos.

    Pedrosa é pesquisador de Produtividade 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e atualmente é coordenador geral do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Fixação Biológica de Nitrogênio e do Núcleo de Fixação Biológica de Nitrogênio da UFPR.

    Em sua carreira científica, coordenou os Programas Genoma e Proteoma da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Paraná.

    Foi diretor nacional e binacional do Centro Brasileiro/Argentino de Biotecnologia e é membro titular e coordenador do Comitê Assessor BF do CNPq. Tem 136 trabalhos científicos publicados e orientou 15 Mestres e 15 Doutores em Bioquímica.

    Em 2002, foi vencedor do XVI Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia, promovido pelo Governo do Paraná.

    A Academia Brasileira de Ciências foi fundada em 1916 e tem como missão reconhecer e estimular – por meio de rigoroso processo de seleção entre os pares – o ingresso em seus quadros dos mais importantes pesquisadores brasileiros que, pela liderança que exercem no avanço das atividades científicas e tecnológicas do país, podem ser considerados os legítimos representantes da comunidade científica nacional.

    Publicado por jagostinho @ 16:57



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.