Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 13mar

    GAZETA DO POVO

    Sucessão de Derosso já tem lista de sete pré-candidatos

    Votação será realizada na próxima segunda. PSDB, partido do ex-presidente, quer manter o comando. Mas encontra oposição interna

    Nem bem João Cláudio Derosso (PSDB) anunciou sua renúncia à presidência da Câmara de Curitiba,

    João do Suco: líder do prefeito

    começaram a aparecer os possíveis nomes para substituí-lo na eleição marcada para a próxima segunda-feira, às 14h30.

    Sete vereadores já anunciaram a disposição de disputar o cargo de presidente “tampão” da Câmara ou então tiveram seus nomes lançados por colegas: João do Suco (PSDB); Juliano Borghetti (PP); Dirceu Moreira (PSL); Caíque Ferrante (PRP); Paulo Salamuni (PV); Professor Galdino (PSDB); e Sabino Picolo (DEM).

    A lista ainda pode mudar, pois não há necessidade de inscrição prévia. O novo presidente vai comandar a Casa até fevereiro do ano que vem.

    Um nome que surge com força na disputa é o de João do Suco, líder do prefeito na Casa. O parlamentar tucano não compareceu à sessão de ontem, mas seu nome foi cogitado para a disputa por vereadores da situação e da própria oposição.

    O presidente do PSDB de Curitiba, Fernando Ghignone, disse que em princípio o partido deve lançar candidato próprio para a presidência da Casa – a legenda tem 13 vereadores, a maior bancada da Casa.

    Apenas outro tucano disse que pretende concorrer – Professor Galdino.

    O presidente interino da Casa, Sabino Picolo (DEM), se colocou à disposição para participar da disputa. “Vou aguardar a manifestação dos vereadores, mas meu nome está à disposição”, afirmou.

    A bancada de oposição, formada pelo PT, PMDB e PV, deve lançar Paulo Salamuni (PV). “Sou vereador há seis mandatos e nunca participei da mesa”, disse ele.

    Embora os três partidos somem apenas 6 dos 38 vereadores, o vereador acredita que pode engordar a lista com partidos mais independentes, caso do PPS, PSC e PDT.

    “Esses pequenos apoios começam a fazer a diferença”, afirmou Salamuni.

    Membro da mesa-executiva, Caíque Ferrante (PRP) disse que a presidência da Casa o agrada.

    “Meu nome está sendo cogitado. Há uma série de conversações sobre o assunto. Por ser um mandato curto, é interessante que seja alguém com experiência”, diz.

    Juliano Borghetti (PP) se colocou à disposição. Já Dirceu Moreira (PSL) até iria oficializar sua candidatura na tribuna, mas a sessão acabou antes que ele pudesse fazê-lo.

    Proposta

    Embora as articulações tenham apenas iniciado, os vereadores esperam que o mandato tampão mude o perfil da Casa.

    “Espero que a mudança oxigene a Câmara”, disse o líder da oposição, Jonny Stica (PT).

    “Não abro mão de que seja alguém sem qualquer tipo de bagagem negativa”, afirmou Roberto Hinça (PSD).

    A esperança é que um novo nome possa melhorar a imagem da Câmara.

    “Um candidato neutro, não ligado à oposição ou situação, seria ideal”, disse Renata Bueno (PPS).

    Paulo Frote afirmou que o PSDB deve evitar a disputa. “Se [o PSDB] participar, os boatos de que o Derosso influencia o novo presidente vão persistir.”

    Publicado por jagostinho @ 10:44



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.