Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 31dez

    PARANÁ ONLINE/EDUARDO SANTANA

    De acordo com a ABCR, de janeiro a outubro de 2011 aconteceram 1,7 milhões de atendimentos a veículos.

     

    Fim de ano é época de tirar férias, colocar a família no carro e pegar a estrada para curtir o merecido descanso. Porém, a pressa e a ansiedade podem atrapalhar os preparativos da tão sonhada viagem.

    De acordo com dados da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), de janeiro a outubro de 2011 aconteceram 1,7 milhões de atendimentos a veículos.

    Só nas rodovias pedagiadas do Paraná ocorreram 155 mil ocorrência. A campeã de atendimento nas estradas paranaenses é a pane seca, quando falta combustível ao automóvel. Ao todo, foram 8.428 atendimentos.

    Além de serem guinchados os motoristas tiveram que pagar uma multa de R$ 85,13 e pena de 4 pontos na carteira.

    Além da falta de combustível, os atendimentos a falha mecânica, pane elétrica e pneus furados estão entre as ocorrências mais comuns.

    Para evitar estes e outros contratempos durante o percurso, é preciso incluir a revisão dos itens de segurança do seu carro como parte dos preparativos para a viagem de final de ano.

    Além de colocar em risco a sua segurança a dos ocupantes, o motorista que trafega com veículo em condições irregulares pode ser autuado e, dependendo do caso, até ter o veículo apreendido.

    Um dos itens mais importantes que devem ser revisados antes de pegar a estrada é o sistema de freio do automóvel. O recomendado é trocar o fluido de freio uma vez por ano. Já as pastilhas de freio precisam ser trocadas conforme a quilometragem estipulada no manual, do contrário, o disco pode ser danificado.

    Em relação aos pneus, a dica é verificar a calibragem e fazer a regulagem. O rodízio de pneus, uma medida de economia importante, deve ser feito a cada 10 mil km rodados, garantindo vida útil maior.

    Óleo

    Outro passo importante é verificar o nível ou trocando o óleo do motor e o filtro de lubrificante – em geral, o óleo deve ser reposto entre 5 mil km e 7 mil km (dependendo do fabricante do veículo) ou, para quem roda muito pouco, a cada seis meses ou um ano de uso, e o filtro a cada duas trocas do óleo.

    Depois faça o mesmo com o filtro de ar e o filtro de combustível. Se estiverem com mais de 10.000 km, peça para substituí-los.

    E aproveite para checar todos os níveis de líquidos, como os dos reservatórios de água do limpador, do radiador, do fluido de freio e do óleo da direção hidráulica, e ainda da transmissão, principalmente no caso de câmbio automático.

    Para garantir uma viagem segura:

    – Sinalização: verificar o funcionamento das luzes das lâmpadas das lanternas dianteiras, traseiras, de freio e ré, fazendo a substituição das que estiverem queimadas.

    – Faróis: faça um teste visual para averiguar se os faróis estão regulados, basta acendê-los e estacionar o carro em frente a uma parede a uma distância de três metros. Com o tempo, as lâmpadas também perdem a potência e ficam mais fracas, prejudicando a visibilidade. A troca deve ser feita, sempre aos pares, a cada 50 mil km.

    – Cintos de segurança:  a vida útil do cinto de segurança depende das condições em que o carro é exposto, e também do uso correto do item. O motorista deve observar periodicamente se há sinais de desgastes no cardaço e verificar se o fecho não está travando adequadamente. Ele tem que fechar e abrir corretamente. Todos os ocupantes do veículo devem estar usando o equipamento.

    Palhetas do limpador de pára-brisa:  para mantê-las em bom funcionamento, a troca deve ser feita uma vez por ano.



    Publicado por jagostinho @ 09:39



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.