Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29jul

    ASSOCIATED PRESS

    A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira, durante reunião presidencial da Unasul (União Sul-Americana de Nações) em Lima, no Peru, que a “insensatez” e a “incapacidade política” dos Estados Unidos e da União Europeia para resolver seus problemas econômicos são uma “ameaça global”.

    Os países do organismo acordaram realizar na semana que vem na capital peruana uma reunião extraordinária de ministros da Fazenda e presidentes dos Bancos Centrais para discutir medidas conjuntas contra a crise.

    Nos dias 10 e 11, os representantes terão novo encontro em Buenos Aires sobre o tema.

    A Unasul convidará o México na próxima fase de consulta para dar maior peso às decisões, explicou a presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

    Karel Navarro/Associated Press
    Dilma ao lado do presidente da Bolívia, Evo Morales, durante cerimônia de posse do presidente do Peru, Ollanta Humala
    Dilma ao lado do presidente da Bolívia, Evo Morales, durante cerimônia de posse do presidente do Peru, Ollanta Humala

     

    A presidente Dilma também se referiu ao problema cambial.

    Ela reclamou do “mar extraordinário de liquidez” que flui de países desenvolvidos aos emergentes em busca de rentabilidade e provocam “desequilíbrio cambial”.

    Também atacou os produtos industriais dos países desenvolvidos que “alagam” a região.

    Na quarta-feira, para conter a maior valorização do real em 12 anos, o Ministério da Fazenda baixou medida provisória que aumenta os poderes do governo regular as operações com dólar no mercado futuro –onde as operações financeiras são liquidadas com diferenças de semanas ou meses- e que tem e influência para a formação dos preços no mercado à vista.

    Também aumenta a taxação de IOF incidente sobre os negócios com a moeda.

    “Temos de nos defender da imensa do fantástico do extraordinário mar de liquidez que se dirige às nossas economias buscando a rentabilidade que não tem nas suas”, disse Dilma.

    “Não podemos incorrer no erro de comprometer tudo que conquistamos, não porque quiséssemos ou pelos erros que cometêssemos, mas pelos efeitos da conjuntura internacional desequilibrada”, continuou.

    A reunião da Unasul aconteceu após a cerimônia de posse do presidente do Peru, Ollanta Humala.

    Publicado por jagostinho @ 09:20



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.