Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18jul

    PARANÁ ONLINE/JOYCE CARVALHO

    A possível ida do ex-deputado federal Gustavo Fruet (sem partido) para o PDT tem

    A tenda do PDT na Boca Maldita

    causado uma grande expectativa dentro do partido.

    Desde a eleição de Rafael Greca (hoje no PMDB), em 1992, o PDT não elegeu nenhum prefeito em Curitiba.

    O partido quer tentar um lugar de destaque nas eleições do ano que vem e o nome de Gustavo Fruet deve ajudar nisto.

    “Se ele for para o PDT, não será garantia de que não haverá outros pré-candidatos. Mas é quase impossível imaginar que ele não será o candidato (caso ele se filie ao PDT). Fico inconformado com o papel secundário do PDT aqui. Não tem porque o PDT ficar escondido, tendo esta rica herança. Não podemos ir a reboque de quem nem história tem ou tem a história do entreguismo”, comenta Nivaldo Orlandi, coordenador das diretorias zonais do PDT em Curitiba.

    Ele está comandando um projeto para ampliar a discussão política e aproximar o partido mais da população.

    Para isto, foi montada neste sábado (16) uma tenda na Boca Maldita, centro de Curitiba.

    Este espaço também será utilizado por Gustavo Fruet, caso ele vá para o PDT, e pré-candidatos para a Prefeitura de Curitiba para exporem suas ideias.

    Além disto, quem passar pela Boca Maldita também poderá contribuir e colocar suas opiniões.

    “Precisamos agregar mais gente, estimular uma melhor consciência política. Quem vai fazer a transformação é o povo. A eleição é apenas um subproduto disto. Este trabalho que estamos fazendo na Boca Maldita não é apenas para as eleições”, explica Orlandi.

    A tenda será montada todos os sábados, das 9h às 14h.

    O PDT também vai fazer reuniões frequentes nos bairros. Nesta sexta-feira à noite (15) foi a vez do bairro Campo Comprido.

    A intenção é realizar quatro encontros semanais, passando por todas as regiões de Curitiba.

    A Federação Democrárica das Associações de Moradores, Clubes de Mães, Entidades Beneficentes e Sociais de Curitiba (Femotiba) está apoiando este trabalho, com a intenção de “abrir a mente” da população para a política.

    “Adotamos uma postura de denúncias e acompanhamento da Prefeitura de Curitiba, do governo do Estado e agora da Câmara Municipal. A população tem o poder do voto e deve se conscientizar disto”, ressalta Edson Feltrin, presidente da Femotiba.

     

    Publicado por jagostinho @ 14:34



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • Valmor Stédile Disse:

    Prezado Jota, faço pequena correção na nota da Joyce Carvalho (encaminhei para o jornal, inclusive) porque está incorreta quando afirma que “desde a eleição de Rafael Greca (hoje no PMDB), em 1992, o PDT não elegeu nenhum prefeito em Curitiba”. Na eleição de 1996, Cássio Taniguchi foi eleito ainda pelo PDT e com o mesmo padrinho político, o então governador Jaime Lerner (eleito pelo PDT em 1994), ambos foram reeleitos pelo DEM nas eleições seguintes (Cássio em 2000 e Lerner em 1998). O lernismo liberarou o PDT de suas garras em setembro de 1997.

  • Valmor Stédile Disse:

    “O lernismo liberou…” (corrigindo)

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.