Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15jul

    FOLHA.COM

    Chávez: "fase será um pouco dura"

    O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, comunicou o governo brasileiro que aceita a oferta de Dilma Rousseff para vir se tratar no Brasil.

    Ele assumiu ontem que “provavelmente” terá de fazer radioterapia ou quimioterapia para combater um câncer.

    Segundo a Folha apurou, a tendência é de que o presidente seja encaminhado ao hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

    Dilma fez a oferta ao saber que o colega venezuelano realizou uma cirurgia em Havana, feita no mês passado, para retirada de um tumor.

    Chávez completará 57 anos no próximo dia 28. Ele nega sofrer de câncer de cólon, como tem sido ventilado por jornais internacionais.

    Na semana passada, a Folha revelou que integrantes do governo brasileiro haviam contatado a equipe médica que tratou a presidente Dilma Rousseff em 2009, quando ela teve um câncer linfático, propondo que fossem a Caracas colaborar no tratamento de Chávez.

    Nesta quinta-feira, representantes do governo venezuelano estiveram com integrantes do governo brasileiro negociando quando e em quais condições ele virá.

    DOENÇA E RECUPERAÇÃO

    Ainda ontem, o presidente venezuelano admitiu ter que passar por sessões de quimioterapia, mas negou mais uma vez que esteja sofrendo de câncer de cólon.

    Ele disse que poderá necessitar no médio prazo por este tipo de tratamento para “blindar” seu corpo contra o câncer, mas negou que a doença tenha afetado o cólon ou o estômago, reiterando que sua recuperação está sendo satisfatória.

    “Depois da extração do tumor, houve um nível ótimo de recuperação (…). Vamos entrar na segunda etapa e na terceira, que muito provavelmente necessitará da aplicação de métodos de radioterapia ou quimioterapia (…) para blindar o corpo de novas células malígnas”, disse o presidente em discurso por telefone na emissora oficial VTV.

    “Mas ainda não sei, depende da avaliação” médica, completou o chefe de Estado.

    Chávez reconheceu que esta fase do tratamento será “um pouco dura”, apesar de ter reafirmado sua fé em “vencer as dificuldades”.

    “As avaliações médicas continuam, porque a ameaça de expansão está latente (…). As avaliações são feitas órgão por órgão e não devo dar mais detalhes”, disse.

    Chávez, 56 anos, extraiu em 20 de junho em Havana um tumor na região pélvica. Nesta quarta-feira, o chefe de Estado não quis dar mais detalhes sobre a região de seu corpo em que o câncer encontra-se, apesar de ter desmentido que se situe no cólon ou no estômago, como foi publicado em vários veículos da imprensa.

    “Dizem que tenho o cólon picado em quatro pedaços, o estômago picado: não tenho nada disso, e creio que devem se convencer disso pelas atividades que venho realizando nessa etapa. É um câncer, mas não como alguns queriam”, disse o presidente.

    Chávez, no poder desde 1999, pôde retornar de Cuba para a Venezuela em 4 de julho, mas necessita seguir um tratamento médico rigoroso que o obriga a limitar suas aparições públicas e sua agenda de trabalho.



    Publicado por jagostinho @ 13:45



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Valeriano Disse:

    TUdo bem, desde que pague do seu bolso, né Dilma? Afinal O Chavez não fala que é o tal ele e sua Venezuela. Se liga mané

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.