Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 30mar

    Portal Bonde

    O acessório ainda é uma promessa, mas deve alvoroçar as futuras mamães do mundo todo quando chegar ao mercado.

    Idealizado pelo designer industrial Melody Shiue, da Universidade de Nova Gales do Sul, o PreVue é um conceito de cinta equipada com um ‘aparelhinho’ de ultrassom 3D que permitirá à mamãe conhecer seu filho antes dele nascer.

    O acessório poderá ser usado no abdômem da gestante e vai possibilitar que outras pessoas tenham mais contato com o bebê através de um display.  

    Segundo Shiue, o aparelho vai permitir com que mamães e outros familiares acompanhem o crescimento do bebê dentro da barriga.

    Porém, mais importante que isso, ele também servirá como uma ferramenta para entender a personalidade do bebê. Com o PreVue será possível ver se o bebê está cochilando, bocejando ou sorrindo.  

    O produto ainda é um conceito, longe da realidade, mas quando estiver pronto, pretende aumentar ainda mais a ligação materno-fetal.

    De acordo com estudos feitos pela Universidade, quanto mais cedo uma ligação materna for criada com a criança, maiores são as chances dela nascer saudável.
    Por isso eles consideram muito importante ter essa ligação desde quando o bebê é um feto. Além disso, o pai também terá a oportunidade de vivenciar mais claramente o processo de gestação.  

    O PreVue vem com algumas propostas, uma delas é fazer com que o bebê reconheça a voz da mãe o quanto antes.

    Estudos já revelaram que o bebê é capaz de reconhecer a voz da sua mãe a partir da 18ª semana, ou seja, em torno do 5º mês.

    Isso significa que o bebê começa a aprender desde quando está no útero.

    Por isso o PreVue também sugere que as mães tentem ‘educar’ o feto através de músicas enquanto batem levemente sobre a barriga, durante esse processo os futuros pais poderão acompanhar as reações que exibidas no display.  

    A faculdade também pesquisou sobre músicas especificas que as mães cantam durante a gravidez, eles acabaram descobrindo que a mãe pode acabar usando a mesma melodia para acalmar o bebê após o parto e durante uma parte da sua infância.



    Publicado por jagostinho @ 19:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.