Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy
  • Valmor Stédile Disse:

    E eu postei naquela ocasião o que repito agora, ipisis literis: Prezado Jota, eu sei de fontes fidedignas – de Brasília e do PDT nacional – do quanto o ministro Carlos Lupi tem se empenhado para que o senador Osmar Dias seja prestigiado, com merecimento, pelo governo de Dilma Rousseff. Afinal, Lupi e o PDT (para não dizer também Dilma e o PT) só têm a perder se Osmar ficar fora do governo. Quanto à presidência do PDT paranaense, acho que será decidida como das outras vezes, prevalecerá o consenso entre eles e não a divisão (esta sim a aposta de muita gente).

  • kowalski Disse:

    Sim, é isso mesmo. Veja o que está no blog do GIBA UM:

    TEM PARA TODOS
    Derrotados nas eleições do ano passado e aliados da campanha de Dilma Rousseff estão sendo premiados, com alguma dose de generosidade: Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) acaba de ganhar a vice-presidência de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, onde o também baiano Jorge Hereda vai substituir Maria Fernanda Ramos, indicação da atual presidente em seus tempos de ministra-chefe da Casa Civil. Agora, o ex-senador Osmar Dias (PDT-PA), que concorreu ao governo de seu Estado e perdeu, será vice-presidente do Agronegócio do Banco do Brasil. O problema é encontrar um posto para o ex-governador José Maranhão (PMDB-PB): Dilma não quer colocar dois políticos nem na Caixa e tampouco no BB. Já o ex-ministro Hélio Costa (PMDB-MG) que postulava um cargo no BB, vê suas esperanças rolarem ladeira abaixo – e até com ajuda do vice-presidente Michel Temer.

  • @r_rene Disse:

    TOMA NO QUEIXO PESSUTI !

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.