Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29mar

    Gabinete Vereador Pedro Paulo/Diego Xavier-assessor de imprensa

    Curitiba completa 318 anos de fundação. No momento em que comemoramos mais uma velinha, as felicitações devem ser dirigidas a todos, curitibanos e curitibanas, de nascimento ou adoção, porque é pelo trabalho de cada um que construímos permanentemente a nossa cidade.

    Muitos motivos para comemorar, mas a despeito dos títulos que Curitiba já recebeu e avanços que alcançamos como capital de um dos estados mais importantes da República do Brasil, é preciso uma reflexão crítica sobre as políticas públicas e seus efeitos na melhoria da qualidade de vida da população curitibana.

    Tenho a opinião de que uma das virtudes mais importantes do administrador público é reconhecer os problemas, desafios e dificuldades que temos para superá-los.

    Considero inclusive que os últimos gestores da cidade tem pecado nesse sentido. Dessa forma, as filas crônicas nas Unidades de Saúde, são comparadas a outras capitais onde o problema talvez seja até maior; o trânsito cada vez mais caótico e seus engarrafamentos constantes em vias recém implantadas, como a Linha Verde, equiparado ao de outras cidades; a falta de vagas na Educação Infantil, contraposto sempre a versão oficial de que ‘nunca se investiu tanto’ na área; as enchentes que anualmente trazem prejuízos a milhares de famílias tratadas como problema sazonal, e assim por diante.

    Reconhecer os problemas é condição básica para que o Executivo adeque os investimentos na busca de enfrentar efetivamente os novos desafios da cidade.

    Aliás  neste quesito, pesquisa divulgada recentemente pelo Dieese mostrou que o crescimento da arrecadação e do Produto Interno Bruto (PIB) não tem refletido em investimento público em Curitiba.

    O óbvio nesse caso, que é o debate e definição democrática e popular sobre o orçamento público, dinâmica adotada em administrações públicas para a definição de investimentos, aqui se limita a audiências públicas marcadamente formais e sem efetivo compromisso do mandatário em inclusão na Lei Orçamentária as demandas elencadas pelos contribuintes.

    Desafio não menos importante diz respeito a aplicação de programas de prevenção, a integração entre as diversas políticas públicas e a consolidação da rede de proteção social.

    Exemplo disso, é o uso do crack e outras drogas (mesmo as legais), que se alastram atingindo nossas famílias.

    Ainda não temos uma política municipal correta de enfrentamento a esta situação, que garanta o atendimento de dependentes e suas famílias e o apoio financeiro condizente as Comunidades Terapêuticas.

    Diferentemente do que aconteceu na política de transporte público, que projetou Curitiba no cenário nacional, não temos ainda o nosso jeito de enfrentar este grave problema.

    Problemas e desafios sempre estarão presentes na história de nossa cidade, são eles inclusive que nos movem a buscar soluções inovadoras, precisamos retomar este caminho.

    Temos um conjunto de grandes oportunidades para os próximos anos e o povo valoroso, trabalhador e criativo que constrói esta cidade saberá discernir o melhor para o nosso futuro.

    Pedro Paulo, professor e vereador de Curitiba pelo PT e presidente da Comissão Especial da Copa 2104



    Publicado por jagostinho @ 16:15



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.