Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 24mar

    FOLHA WEB

    Veneri quer respostas

    O deputado estadual Tadeu Veneri (PT) enviou um requerimento ao governo do Paraná questionando a locação por 90 dias de uma aeronave a jato e um helicóptero para uso do governador do Estado, Beto Richa (PSDB).

    Os serviços da empresa Helisul Táxi Aéreo Ltda., de Foz do Iguaçu, foram contratados por um preço total de R$ 694.050,00 com dispensa de licitação.

    ”A contratação, embora vultuosa, foi feita através de dispensa de licitação publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná no dia 11 de março de 2011”, escreve o petista.

    Procurada pela Reportagem, a assessoria de imprensa do Palácio das Araucárias informou que foi feita uma Tomada de Preços para a locação das aeronaves e que havia urgência na prestação do serviço.

    Até o fechamento da edição, contudo, a Reportagem não conseguiu esclarecer a opção pela Tomada de Preços, já que tal modalidade pode ser utilizada pela administração pública para contratações de serviços num valor inferior a R$ 650 mil.

    A Tomada de Preços, na prática, significa uma consulta aos fornecedores já cadastrados pelo Estado.

    A opção pela Tomada de Preços foi feita, ainda segundo a assessoria de imprensa, porque havia urgência na locação de aeronaves.

    O governo do Estado tem hoje dois aviões de grande porte, um de 1984 e outro de 1968, e dois outros aviões de pequeno porte, sendo um deles, de 2004, usado para o deslocamento de secretários de Estado e para missões médicas.

    O outro de pequeno porte é utilizado pela Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde.

    Mas, segundo a assessoria de imprensa, os dois aviões maiores, destinados ao deslocamento do governador e do vice-governador do Estado, não podem ser utilizados, pois estão em processo de leilão.

    Segundo a assessoria de imprensa, em setembro do ano passado o então governador Orlando Pessuti (PMDB) autorizou a venda dos aviões com base numa análise da Casa Militar, que alegou que eles eram ”economicamente inviáveis” por exigirem ”manutenção onerosa”.

    A venda deve se concretizar no próximo mês, mas, até lá, as aeronaves não poderiam ser usadas.

    A justificativa é que o uso pode provocar a redução do preço das aeronaves no momento da venda.



    Publicado por jagostinho @ 14:12



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.