Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21mar

    O governo japonês anunciou nesta segunda-feira (noite de domingo no Brasil) que detectou um nível de iodo radioativo três vezes superior ao limite legal na água corrente de um povoado situado a 40 quilômetros da central nuclear de Fukushima Daiichi, destacando porém que não há risco para a saúde.

    A informação foi divulgada um dia depois de a polícia afirmar que o número de mortos apenas na região mais afetada pelo tremor seguido de tsunami do último dia 11 pode passar de 15 mil.

    O ministério da Saúde informou que amostras de água da localidade de Iitatemura apresentam 965 becquerel por quilo, bem acima do limite de 300 becquerel por quilo.

    Uma pessoa, ao beber um litro de água com o nível de 300 becquerel por quilo, absorve uma quantidade de radiação equivalente à décima quarta parte do que se recebe durante uma viagem de avião entre Tóquio e Nova York, destacou o ministério.

    “Não há efeitos imediatos para a saúde se o consumo da água for temporário”, declarou o funcionário do ministério Shogo Misawa. “Mas, por precaução, recomendamos que a população evite tomá-la.”

    A província de Fukushima fornecerá água potável para os 4.000 habitantes da localidade.

    Na quinta-feira, foi detectado um nível de 308 becquerel por quilo na água de Kawamata, outro povoado de Fukushima, mas esta taxa caiu a 155 na sexta-feira e a 123 no sábado, informou o ministério.

    Alimentos também foram contaminados. Autoridades em Taiwan encontraram neste domingo radiação em uma carga de vagens importada do sul do Japão.

    A contaminação foi muito pequena e estava dentro dos limites de segurança alimentar estabelecidos pela lei taiwanesa.

    A radiação foi encontrada em 14 kg de vagens trazidas de Kagoshima, disse Tsai Shu-chen, funcionária da Administração de Comida e Drogas do país.

    Apesar de não oferecer risco à saúde, esta é a primeira notícia de comida importada do Japão com radiação, desde a crise nuclear na usina de Fukushima Daiichi –danificada por um terremoto e tsunami há nove dias.

    Tsai disse que as vagens podem ter sido contaminadas quando foram transportadas, de avião, ao Aeroporto Narita, em Tóquio, para uma escala antes da viagem a Taiwan.

    Publicado por jagostinho @ 16:43



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Míriam Disse:

    DEIXEI NESTE BLOG UMA PERGUNTA:
    O JAPÃO SE TRANSFORMARIA NA FANTASMAGÓRICA CHERNOBYL ? PARECE QUE TUDO SE ENCAMINHA PARA ISSO E NÃO VAI FICAR DE GRAÇA PARA O RESTO DA HUMANIDADE.

    ABRACEM SEUS FILHOS, BEIJEM SEUS PAIS, FAÇAM AS PAZES COM OS SEUS DESAFETOS, BEIJEM SEUS CACHORROS, SOLTEM SEUS PÁSSAROS , ABENÇOE SEUS VIZINHOS …..TOMEM CHÁ COM SEUS AMIGOS, AGRADEÇA A DEUS PELA SUA VIDA…………..QUE NOSSA HORA , NÃO TARDA EM CHEGAR.

    ATÉ UM DIA , NO CÉU . LÁ ESTAREI , BRINCANDO DE JOGAR FLOCOS DE NUVENS NOS QUERUBINS E SERAFINS…ADIÓS MIS AMIGOS….HASTA LA VISTA!!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.