Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15mar

    Veja.com

    A favela carioca que ganhou notoriedade no cinema vive dias de set de filmagem para aparecer “tipicamente brasileira” aos olhos do presidente

    Cecília Ritto, do Rio de Janeiro
    Lixo acumulado em terreno baldio na Cidade de Deus: fora do circuito "tipicamente brasileiro" de Barack Obama Lixo acumulado em terreno baldio na Cidade de Deus: fora do circuito “tipicamente brasileiro” de Barack Obama (Cecília Ritto) 

     

    Cidade de Deus, a favela que ganhou fama internacional através da produção de Fernando Meirelles, está vivendo dias de set de filmagem.

    Desde que foi cotada para ser visitada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, praças foram capinadas, carros velhos tiveram que sair das ruas principais, e até “figurantes” estão sendo providenciados para bem impressionar os funcionários americanos incumbidos de fazer as visitas precursoras ao local.

    Nesta manhã, quando aconteceu a segunda das três incursões que já foram feitas à favela, havia meninos jogando capoeira numa das principais vias, como se a vida dos garotos brasileiros incluísse esse tipo de atividade a céu aberto, em pleno horário escolar.

    Para o domingo, está prevista a ocupação das praças recém-capinadas do percurso por grupos de crianças escolhidas para jogar bola e praticar outras brincadeiras e atividades físicas.

    Tudo para dar conta de um roteiro idealizado para que Obama veja atividades “tipicamente brasileiras”. Mas não tanto.

    Os dois funcionários americanos que estavam na Cidade de Deus nesta tarde, escoltados por quatro policiais da Unidade de Polícia Pacificadora, viram cenas que certamente não acontecerão sob os olhos presidenciais, como cavalos, charretes caindo aos pedaços, porcos e galinhas.

    Mais difícil será evitar que Obama veja valões de esgoto. Eles estão por toda parte, mesmo nas ruas principais, de passagem obrigatória em qualquer percurso escolhido.

    Logística – Cidade de Deus,na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi escolhida por critérios de logística e segurança.

    Fica próxima ao aeroporto de Jacarepaguá, o que facilita o deslocamento de helicóptero, e é plana, o que facilita o isolamento das áreas que serão visitadas por Obama.

    Com cerca de 50 mil habitantes, é desprovida de atrativos que costumam levar visitantes ilustres a outras favelas.

    Na Cidade de Deus, não existem mirantes privilegiados, com vistas estonteantes como as que se tem do Dona Marta ou da Babilônia, também cogitadas e depois praticamente descartadas pela organização da visita.

    Tampouco há uma escola de samba famosa ou uma vila olímpica como a da Mangueira, onde Bill Clinton esteve em 1997 acompanhado por Pelé.

    Se for repetir o gesto do colega democrata e cobrar um pênalti na Cidade de Deus, Obama terá que desviar de buracos e poças d´água.

    Oscar Cabral

    A Praia do Vidigal, em frente ao Hotel Sheraton: o nome é o da favela que fica nos fundos A Praia do Vidigal, em frente ao Hotel Sheraton: o nome é o da favela que fica nos fundos

     

    Com tantos dias de preparação, e pelo menos mais uma visita americana ao local, que deve acontecer nesta terça-feira, a passagem de Barack Obama pela Cidade de Deus não deverá durar mais do que meia hora.

    Todos os acessos ao percurso presidencial serão fechados por um mega-esquema de segurança.

    Aí pode estar em boa parte o motivo da indiferença da população em relação à visita.

    “Eles não vão nos piores lugares da Cidade de Deus”, diz a assistente social Neide Alves da Silva, de 55 anos.

    A professora Regina Antunes, de 59 anos, mostra as mãos e diz que os calos se formaram de tanto usar a enxada para capinar praças cobertas de mato.

    E diz que o que está acontecendo por lá é “maquiagem pura”.

    Agenda – Em um dia de intensa atividade, com muito ainda por decidir, Barack Obama deverá começar o dia subindo ao Cristo Redentor com Michelle e as filhas, Malia e Sasha.

    O destino seguinte será a Cinelândia, no Centro, palco de algumas das maiores manifestações políticas do Rio de Janeiro.

    Lá, o presidente discursará em um palanque armado em frente ao Theatro Municipal ou defronte à Câmara dos Vereadores – mais uma decisão que será tomada pela segurança.

    O presidente ficará hospedado no hotel Sheraton, em São Conrado, de frente para o mar.

    E talvez não fique sabendo que o nome da praia que verá da janela e provavelmente fará uma caminhada é Praia do Vidigal, nome da favela para a qual o hotel fica de fundos.

    Mas certamente alguém o avisará para não mergulhar.

    Naquele trecho, frequentemente, o mar é impróprio para banho.

    Publicado por jagostinho @ 14:53



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.