Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 02mar

    PT-Pr/Assessoria de Imprensa/Renato Sordi

    Verri:- "estelionato eleitoral do governo do PSDB no Paraná"

    O presidente do PT/PR, deputado Enio Verri, desaprovou nesta terça-feira (1/3) as declarações do secretário de Fazenda, Luis Carlos Hauly, na Audiência Pública de Prestação de Contas do governo na Assembleia Legislativa na tarde de ontem (31/2).

    Durante as explanações, Hauly evidenciou a falta de disposição do governo Beto Richa (PSDB) em conceder reajustes salariais aos servidores públicos do Paraná.

    “O secretário Hauly deu a entender que o governo não vai conceder reajustes ao funcionalismo nos próximos quatro anos.

    O governador Beto Richa (PSDB) já declarou que o compromisso assumido na campanha, de reajustar o salário dos professores em 26%, não poderá será cumprido. Estamos diante do primeiro estelionato eleitoral do governo do PSDB no Paraná”, disse Verri.

    Para o Líder da Oposição na Assembleia, os argumentos apresentadas para justificar a impossibilidade em conceder o aumento “soam como desculpa para não honrar o compromisso assumido na campanha”.

    “A justificativa é que o reajuste dos professores não estava no orçamento para 2011. Não consta no orçamento porque estávamos em plena campanha eleitoral, ninguém sabia quem seria o próximo governador do Paraná”, afirmou o deputado maringaense, que lembrou do caso dos policiais civis e militares do Paraná, que já asseguraram o direito de receber o reajuste salarial, mas que correm o risco de ficar sem o aumento.

    Secretário do Planejamento entre 2006 e 2009, Verri afirma que o governo possui condições financeiras e mecanismos garantidores dos reajustes.

    Para ele, o debate que deve ser levantado pelos sindicatos de classes e sociedade diz respeito às escolhas políticas de como o governo Beto Richa irá investir os recursos públicos.

    “Segundo os dados do Tribunal de Contas, o Paraná pode gastar até 49% do que arrecada com a folha de pagamento do funcionalismo. Hoje, gastamos 46%. Temos como margem de manobra, para oferecer aumento aos servidores, recursos equivalentes a mais de 3% do atual orçamento. Isso mostra que é possível. Agora, a escolha entre conceder o aumento ou não é uma questão de ótica. O governo vai utilizar os recursos na valorização dos nossos servidores, e com isso vai gerar mais segurança, educação, saúde ou optar por investir na construção de asfalto, tuneis, viadutos, prédios públicos?”, questionou.

    Na opinião do deputado, as declarações do secretário Hauly apontam o caminho que o Paraná irá seguir nos próximos anos.

    “O governo da indícios de que prefere investir na construção de prédios, em vez de valorizar o ser humano, oferecendo melhores salários e possibilidades de aperfeiçoamento. É um equívoco e vamos lutar por isso, para o bem da população do Paraná”.

    Publicado por jagostinho @ 10:16



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • Rabucentauro Disse:

    O deputado está desmacarando o promesseiro Betinho. Prometer é facil e faz parte da biografia dos demagogos. Beto é contumaz e devia ser cassado.

  • Ulisse de costas Disse:

    Corretissimo o Verri. É estelionato mesmo!! E isto d´á cadeia, ou não?

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.