Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 11dez

    Fonte:- Folha.com

    Quatro anos depois de ceder um terreno para a construção da primeira penitenciária federal do país, Catanduvas (PR) ainda espera pela contrapartida do governo federal, com obras de infraestrutura.

    “Nenhuma promessa foi cumprida, nada recebemos do governo federal nesse período”, afirma Aldoir Bernart (PMDB).

    Segundo o prefeito, quando ocorreram as negociações com o Depen (Departamento Penitenciário Nacional) e o Ministério da Justiça para a cessão do terreno, as contrapartidas oferecidas pelo governo federal eram obras de saneamento, habitação e saúde para Catanduvas (487 Km de Curitiba).

    Com 10.200 habitantes, o município tem apenas uma avenida asfaltada, a que dá acesso à Penitenciária Federal.

    “Em um colégio, distante 500 metros da penitenciária, nem a quadra de esporte é cercada. Nesse período, cansei de ir a Brasília na tentativa de sensibilizar o governo federal e nada”, reclama Bernart.

    Segundo o prefeito, na época da inauguração do presídio federal, em 2006, as obras prometidas eram a construção de um hospital municipal e casas populares, além de saneamento básico.

    A cidade tem apenas um centro de saúde e não possui rede de coleta de esgoto. No município existem ainda cem famílias que moram em situação de risco.

    “A única coisa que conseguimos foi, por emenda de um deputado, a assinatura para construção de 30 casas dentro do programa Minha Casa, Minha Vida. Mas isso ainda não saiu do papel. Do governo federal nada, nem um obrigado pela cessão do terreno para a penitenciária”, afirma.

    Essa postura de cobrança em relação ao governo federal provocou um atrito nas relações entre a Prefeitura Municipal e agentes penitenciários federais que trabalham na cidade.

    Recentemente, o prefeito negou pedido do Sindicato dos Agentes Penitenciários Federais de Catanduvas para a cessão de uma sala, onde iria funcionar o sindicato na cidade. Com isso, a sede do sindicato fica em Cascavel (420 Km de Curitiba).

    GOVERNO FEDERAL

    Em nota de sua assessoria de imprensa, o Ministério da Justiça informou que na época da construção do presídio, prometeu dar a infraestrutura para a penitenciária, o que foi realizado.

    O órgão federal informou ainda que incluiu Catanduvas no Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) “para contemplar as demandas da área de segurança pública” que são de competência e responsabilidade do órgão.

    Publicado por jagostinho @ 16:59



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • elias glaucio Disse:

    Nos EUA,a situaçao e inversa.La ter uma penitenciaria federal e garantia de investimnetos para a cidade que abriga estes tipos de presidios.Aqui,o municipio so fica com o onus.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.